Esportes Futebol

Dunga pede tempo em “assunto Neymar” para focar em atletas disponíveis

A ausência de Neymar nos dois primeiros jogos da Seleção Brasileira nas Eliminatórias segue repercutindo para Dunga e sua comissão técnica. O jogador recebeu a suspensão após ser expulso diante da Colômbia na Copa América, entretanto, a CBF entrou com um recurso para tentar reverter a pena. Como o resultado de tal recurso não saiu a tempo, a lista precisou ser anunciada sem o craque do Barcelona. Perguntados sobre a opção de deixa-lo de fora, Gilmar Rinaldi e o próprio Dunga explicaram o conturbado caso em entrevista coletiva.

Gilmar explicou que, apesar da necessidade da lista ser anunciada com certa antecedência, alterações ainda podem ser feitas, o que sugere que caso o recurso seja aceito para que Neymar consiga atuar, o jogador ainda pode ser chamado de última hora.

“Para jogos eliminatórios, temos a obrigatoriedade de quinze dias antes anunciar a lista, e os clubes tem obrigação de ceder, mas ele pode ser convocado a qualquer momento. No momento ele está suspenso, e anunciamos a convocação sem ele”, Gilmar.

Dunga, além de sublinhar o fato da resposta ao recurso ainda não ter sido obtida, disse que prefere falar dos jogadores que poderá utilizar nos dois confrontos e deixar o assunto Neymar de lado, para que a atenção não seja desviada para um atleta que nem está disponível para jogar.

“Foi feito o recurso e até agora não obtivemos sucesso. Em cima disso, há o seguinte fato: gostaríamos de contar com o Neymar. Não é possível. Então vamos focar nos jogadores que temos a disposição. Se não, começaremos a tirar o foco do que temos em concreto, que são os jogadores que poderemos contar”, disparou Dunga.

O comandante também preferiu não cravar um nome para quem será o substituto do atacante nas partidas, apesar de admitir que já tem em mente o que irá escalar, e que irá definir o nome dependendo do momento dos atletas na preparação, mais perto da data dos confrontos.

“Quanto a quem vai jogar ou não, já tenho uma ideia do que escalar, mas ainda depende muito de como os jogadores vão chegar, e aí vou montar a equipe conforme o nosso pensamento”, completou o treinador.


Talvez você também goste