Esportes Futebol

Samuel marca no fim e Fluminense vence Sport

Agif/Folhapress

Band.com.br – Com o Fluminense, não se pode falar nada até o minuto final. Depois de perder um caminhão de gols durante toda a partida, o jovem atacante Samuel salvou a equipe nos minutos finais da partida e marcou o gol que garantiu a vitória tricolor por 1 a 0, contra o Sport, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

Com a vitória, o time tricolor segue na vice-liderança, mas empatado em pontos com o Atle´tico-MG, que enfrenta o Botafogo, neste domingo. Já o Sport segue amargando na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, a última do primeiro turno, o Fluminense fará o clássico contra o Vasco, no próximo sábado, às 18h30, no Engenhão. Já o Sport recebe o rival Náutico, no domingo, às 18h30, na Ilha do Retiro.

O Jogo

O jogo não começou bem para o Fluminense. Logo no primeiro minuto, quase que o time ganha amis um desfalque. Wallace sofreu dura entrada de William Rocha e foi retirado de maca. Diguinho chegou a aquecer, mas o lateral-direito, que sentiu dores no tórax, voltou a campo. Logo no primeiro lance de ataque do Sport, aos cinco, o próprio William Rocha lançou Rithelly na grande área. O volante tocou na saída de Cavalieri, mas a bola caprichosamente raspou a trave e saiu.

A resposta do Fluminense veio na maior arma do clube, neste Brasileirão: a bola parada. Ficou mais fácil utilizar esse artifício já que os jogadores da equipe pernambucana abusavam de fazer faltas. Wágner levantou bola na área e Gum cabeceou para a boa defesa do goleiro Magrão. No rebote, Samuel chutou para o corte de William Rocha.

Aos 22 minutos, uma chance absolutamente clara para o Fluminense. Carlinhos tocou para Samuel no meio e o jovem atacante viu Wágner livre na ponta esquerda. O passe foi perfeito e o camisa 19 recebeu já dentro da área, carregou e tirou bem do goleiro, mas a exemplo da primeira chance do Sport, a bola apenas passou perto da trave.

Assim como os times tiveram duas chances bem parecidas com a bola rolando, tiveram também na bola parada. Em duas faltas cobradas na entrada da área, Thiago neves quase acertou o ângulo, mas a bola foi para fora. Já na chance do Sport, Hugo cobrou, a bola desviou na barreira, mas Diego Cavalieri, mostrando muita elasticidade, tirou para escanteio.

Com chances parecidas, o resultado de 0 a 0 seria justo até ali, mas até o fim da etapa inicial, o Fluminense impôs mais volume de jogo e teve mais chances de marcar, mas a zaga do Sport conseguia tirar no último lance, ou as conclusões dos tricolores não saíam como o esperado.

Segundo tempo

O segundo tempo começou com tudo. Logo aos dois minutos, Thiago Neves foi lançado atrás da zaga e conseguiu fazer um belo cruzamento de primeira para Wágner. O meia conseguiu uma bela cabeçada, para o chão, como manda o manual, mas o goleiro Magrão tirou para escanteio com o pé direita, fazendo uma bela defesa.

Aos oito minutos, um susto para o Fluminense. Valencia acabou envolvido pela troca de passes da equipe pernambucana e a bola ficou com Magno Alves que deu um belo passe para Rithelly na grande área. O volante dominou, ajeitou e chutou no canto para a boa defesa de Diego Cavalieri. No lance seguinte, resposta tricolor. Carlinhos lançou Thiago Neves em profundidade, o novo camisa 10 do Flu invadiu a área e tocou na saída de Magrão, mas Diego Ivo cortou antes que a bola entrasse.

As chances apra o Fluminense se sucederam, a exemplo do primeiro tempo, mas novamente o desperdício foi em larga escala e a equipe tricolor não conseguia concluir bem as jogadas e, consequentemente, não abria o placar. O exemplo disso foi aos 33 minutos, quando Thiago Neves cobrou falta na grande área, Gum desviou à queima roupa e mais uma vez o goleiro Magrão salvou a meta pernambucana.

Como é de costume, o Fluminense sempre acha um gol da vitória. Aos 37 minutos, Carlinhos fez jogada pela ponta esquerda e cruzou no primeiro poste. Samuel, que muito errou durante o jogo, desviou para o fundo das redes. Na comemoração, tirou a camisa e fez pose no melhor estilo Balotelli.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 x 0 SPORT

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Wallace (Diguinho – intervalo), Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Valencia (Higor – 32’/2ºT), Jean, Wágner e Thiago Neves; Rafael Sobis (Michael – 32’/2ºT) e Samuel. Técnico: Abel Braga

SPORT: Magrão; Cicinho (Marquinhos Gabriel – 30’/2ºT), Aílson (Bruno Aguiar – 25’/1ºT), Diego Ivo e William Rocha; Tobi, Rithelly, Naldinho (Renan – 15’/2ºT) e Hugo; Magno Alves e Felipe Azevedo. Técnico: Gustavo Bueno.

Local: Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)

Data/Hora: 18/08/2012 – 18h30

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Auxiliares: Tatiana Jacques de Freitas (RS) e Rafael da Silva Alves (RS)

Cartões Amarelos: Aílson, Tobi, Bruno Aguiar (SPT); Leandro Euzébio, Samuel (FLU)

Cartão Vermelho: Tobi (SPT)

Renda/Público: R$ 68.590,00/7.096 presentes/5.283 pagantes

GOL: Samuel 37’/2ºT (1-0)


Talvez você também goste