Esportes

Treze atletas americanos deixam o Rio doentes após o evento-teste do remo

[mp_script_post_header]

Parte da delegação americana que competiu no Mundial Júnior de Remo, realizado no fim de semana passado no Rio de Janeiro e utilizado como evento-teste para os Jogos Olímpicos do ano que vem, deixaram a cidade com problemas estomacais. De acordo com o médico que acompanhou os remadores dos Estados Unidos no evento, há suspeita que os 13 dos 40 atletas que vieram à capital fluminense tenham sido contaminados devido a poluição da Lagoa Rodrigo de Freitas.

Entre os sintomas sentidos pelos americanos, os mais frequentes teriam sido diarreia e vômitos. Ainda de acordo com a Federação Internacional de Remo (Fisa), outras equipes tiveram casos de mal estar, mas nada além do que é esperado em uma competição que reune um grande número de atletas.

Vale lembrar que a preocupação com o nível de poluição da Lagoa Rodrigo de Freitas e da Baía de Guanabara, que vai abrigar as provas de vela, foram foco de uma reportagem anterior da Associated Press.


Talvez você também goste