17°C 13°C

São Paulo, SP

19°C 5°C

Curitiba, PR

25°C 18°C

Belo Horizonte, MG

23°C 18°C

Rio de Janeiro, RJ

20°C 9°C

Porto Alegre, RS

29°C 23°C

Salvador, BA

Quarta-feira, 15 de Março de 2017 - 17h14

'Vírus de propaganda' é o mais novo inimigo de usuários Android

Publieditorial

Foto: Mundo Positivo

 

Um estudo financiado pelo Google, em outubro de 2015, concluiu que 87% do sistema Android é inseguro. A análise realizada na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, afirmou que deste total de dispositivos móveis, ao menos uma vulnerabilidade crítica pode acontecer a qualquer momento, devido à alta variedade de versões do sistema operacional.

 

E não tem nada mais chato do que ficar fechando aquela publicidade indesejada nos celulares, não é mesmo? De acordo com informações da fabricante de antivírus Kaspersky Lab, a moda do momento nos smartphones com Android é instalar aplicativos com o objetivo de transmitir anúncios para o usuário.

 

LEIA MAIS

+ Saiba como escapar de aplicativos falsos
+ Hackers invadem conta de empresas por meio de links suspeitos
+ Conheça o golpe do falso cronograma do FGTS que tem dado o que falar

 

O problema é que de inocente esta prática não tem nada. Os hackers aproveitam aplicativos falsos para gerar publicidades sem fim. Logo, quando a pessoa abre o app e clica em um anúncio para fechá-lo, ela corre o risco de ficar presa em uma armadilha interminável de pop-ups. Como cada clique vale um valor em dinheiro ao golpista, este vírus da propaganda torna-se agressivo e pode dificultar o uso do aparelho.

 

Cavalo de Troia

Você Sabia que de cada 20 pragas identificadas em um Android, 16 são da categoria cavalo de Troia da publicidade? Esses dados revelados pela Kaspersky Lab intensificam ainda mais a importância de ter um antivírus para proteger o aparelho e os dados pessoais do usuário.

 

Segundo o G1, os malwares mais agressivos conseguem controlar todo o celular e impossibilitá-lo de ser usado. Já os vírus menos agressivos apenas pioram a navegação em sites, exibindo mais propagandas ou anúncios que não deveriam existir naquela página.

 

Foto: Mundo Positivo

 

Como identificar um aplicativo falso?

Algumas dicas simples podem ajudá-lo a identificar um aplicativo falso, como:

 

Selo de autenticidade: este é um recurso do Google Play para identificar se um aplicativo é verdadeiro. Como nem todos os apps originais receberam a certificação até o momento, é bom reparar em outros detalhes também.

 

Desenvolvedor: aplicativos originais são desenvolvidos por grandes empresas – e esta informação é passada na descrição dele. Logo, não tenha preguiça em pesquisar a procedência deles.

 

Avaliação: sabe as estrelinhas que ficam abaixo do aplicativo? Elas são as avaliações dos usuários, quanto mais estrelinha, melhor avaliado o app é.

 

Links falsos: aplicativos falsos geralmente direcionam o usuário para links "estranhos" com o objetivo de enganar o usuário e atrair o dono do celular para sites falsos. Ao baixar um aplicativo, fique atento ao ser direcionado a outros sites. 

 

Pistas visuais: os apps similares aos verdadeiros possuem pequenas variações no estilo, cor e layout. Repare e desconfie se ele é mal desenhado, estilizado e possui erros de ortografia.

 

Foto: Mundo Positivo

 

Gostou da matéria? Siga a McAfee no Twitter e fique sempre por dentro das dicas de segurança digital

 

Quer saber mais sobre segurança na internet? A McAfee, maior empresa especialista em tecnologia de segurança do mundo, tem dicas e soluções que ajudam a proteger os consumidores e as empresas de todos os tamanhos contra os malwares e as ameaças online mais recentes. Para mais informações, acesse o site: http://www.mcafee.com/br.


publicidade:

publicidade:

publicidade: