Cultura Diversão

Intérprete de 007, Daniel Craig recebe “licença para salvar” como enviado da ONU

No papel do agente secreto James Bond, Daniel Craig tem licença para matar, mas nesta terça-feira a Organização das Nações Unidas (ONU) deu ao ator britânico uma “licença para salvar” ao indicá-lo como seu primeiro defensor global da eliminação de minas terrestres e outros artefatos explosivos.

Craig, que está filmando sua quarta aventura como o agente 007, irá passar os próximos três anos despertando consciências e apoio político e financeiro para a causa com o Serviço de Ação de Minas da ONU (Unmas, na sigla em inglês).

“Você recebeu uma licença para matar, (como James Bond), agora estou dando a você uma licença para salvar”, disse o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, a Craig na sede da entidade em Nova York, nos Estados Unidos.

A ONU afirmou que 162 Estados aderiram à Convenção de Proibição de Minas Antipessoais. No ano passado, a organização disse ter destruído mais de 400 mil minas terrestres e restos de explosivos de guerra e mais de duas mil toneladas de munição obsoleta.

“Estou honrado por aceitar este papel, é com humildade que aproveitarei a chance de trabalhar junto com pessoas que arriscam suas vidas todos os dias para ajudar pessoas comuns a viverem vidas comuns”, declarou Craig. “Darei o meu melhor.”

(Por Michelle Nichols)


Talvez você também goste