31°C 19°C

São Paulo, SP

27°C 15°C

Curitiba, PR

28°C 18°C

Belo Horizonte, MG

34°C 18°C

Rio de Janeiro, RJ

27°C 16°C

Porto Alegre, RS

29°C 23°C

Salvador, BA

Sexta-feira, 06 de Janeiro de 2017 - 14h54

Ministério espera vacinar mais de 735 mil meninos contra o HPV em SP

Agência Brasil

 

O Ministério da Saúde espera vacinar 700.276 meninos, entre 12 e 13 anos de idade, e 35.522 jovens que vivem com HIV/Aids contra o HPV (vírus que causa câncer) em todo o estado de São Paulo. Segundo o ministério, os postos de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) já receberam as vacinas, que visam reduzir a propagação do vírus no país. Em São Paulo, a vacinação já foi iniciada

 

Em todo o Brasil, mais de 3,6 milhões de meninos e 99.500 crianças e jovens de 9 a 26 anos de idade que vivem com HIV/Aids deverão ser vacinados este ano. Para isso, o ministério adquiriu seis milhões de doses, que custaram R$ 288,4 milhões.

 

A vacina consiste em duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. Para os que vivem com o HIV, o esquema vacinal é de três doses, com intervalo de dois e seis meses e é necessário apresentar a prescrição médica.

 

Proteção e eficácia

A vacina disponibilizada para os meninos é quadrivalente e confere proteção contra quatro subtipos do vírus HPV (6, 11, 16 e 18) e tem 98% de eficácia para quem segue corretamente o esquema vacinal.

 

A expectativa do ministério é que a faixa etária seja ampliada, gradativamente, até 2020, quando deverão ser incluídos também meninos com 9 anos de idade.

 

Até o ano passado, a imunização era feita apenas em meninas. A estimativa é que 5,7 milhões de meninas tenham se vacinado com a segunda dose contra o HPV no país desde a incorporação da vacina no Calendário Nacional, em 2014. O Brasil será o primeiro país da América do Sul e o sétimo do mundo a oferecer a vacina contra o HPV também para meninos.

 

publicidade:

publicidade:

publicidade: