27°C 17°C

São Paulo, SP

25°C 14°C

Curitiba, PR

25°C 20°C

Belo Horizonte, MG

29°C 18°C

Rio de Janeiro, RJ

28°C 16°C

Porto Alegre, RS

30°C 23°C

Salvador, BA

Quarta-feira, 01 de Junho de 2016 - 18h57

Os 10 maiores perigos da internet

Publieditorial

 

 

Todos os dias, estamos sujeitos a ameaças na internet. Os truques são os mais diversos, e tem como objetivo o benefício de criminosos que buscam roubar dinheiro ou dados pessoais dos usuários da web.

 

Por causa disso, é importante ficar por dentro dessas ameaças e como evitá-las. Conheça os 10 maiores perigos da internet.

 

1. Vírus

Todos os dias, vários vírus são lançados na internet. São malwares, trojans, adwares e vários outros tipos que juntos têm o objetivo de prejudicar o internauta. Seja roubando informações, espionando, ou destruindo o equipamento do usuário, hackers são bastante criativos na hora de espalhar vírus online. 

 

Há diversas maneiras de ficar longe dos vírus de computador e dispositivos móveis. Primeiro, invista em um bom antivírus e o mantenha sempre atualizado. Também é importante prestar atenção em sites e e-mails falsos, além de evitar instalar aplicativos ou programas de procedência duvidosa. Eles podem contaminar o computador com algum tipo de vírus. 

 

2. Roubo de dados e identidade

O roubo de identidade acontece quando alguém frauda perfis dos usuários da web para ter algum tipo de vantagem. Seja para abrir cadastros, realizar transações bancárias ou criar uma conta falsa em perfis sociais, o estrago feito por roubos de dados pode ser bem maior do que o imaginado.

 

Para que isso não aconteça, evite compartilhar as suas informações pessoais como senhas, nomes de usuário, informações bancárias ou números de cartão de crédito em e-mails ou sites duvidosos.  

 

3. Spams e páginas falsas

spam é um tipo de lixo eletrônico enviado por email para muitas pessoas, e geralmente, sem que você tenha pedido ou aceitado. A maioria dos serviços de email oferece uma espécie de filtro antispam, separando o que são mensagens confiáveis e suspeitas. Mesmo assim, alguns spams se “disfarçam” de mensagens confiáveis e acabam caindo na sua caixa de e-mail. E é aí que mora o perigo, pois esse tipo de mensagem carrega sempre algum tipo de ameaça.

 

É o caso também de sites falsos. É comum fraudadores online usarem sites muito parecidos como sites de bancos, do governo ou de marcas famosas, para atrair internautas e roubar informações. 

 

Para evitar esse tipo de golpe, preste bastante atenção em erros de português, endereços eletrônicos que não começam com "https", ou sites e e-mails que te pedem para baixar arquivos com a extensão *.exe, esses arquivos executáveis podem conter vírus. 


4. Cyberbullying

De acordo com uma pesquisa do Google, o cyberbullying é o maior perigo da internet. Abusos psicológicos pela web é uma grande realidade. Uma pesquisa realizada pela Intel Security mostrou que a maioria das crianças (66%) já viram práticas de comportamento cruel e intimidação nas mídias sociais, enquanto 21% dos entrevistados disseram já terem sido vítimas de cyberbullying. Meninos e meninas com idades entre 13 e 16 anos são a maior parte das vítimas.


É importante monitorar o comportamento das crianças e adolescentes online.  

 

LEIA MAIS
+ Como escolher a senha perfeita 

Veja 5 dicas para evitar fraude em sistemas de pagamento

Renove seu guarda-roupas na web com segurança

 

5. Pedofilia online

A policia chama atenção para o ambiente hostil que pode ser a internet para crianças. Os predadores online vão além da busca por fotos de crianças, alguns tentam contato direto com as vítimas. Oriente crianças e adolescentes sobre os perigos de falar com pessoas estranhas. 


6. Pessoas má intencionadas

 Há também quem se aproxime de duas vítimas online na busca de falsos relacionamentos, que podem ser amorosos ou simples amizades. É preciso prestar atenção ao conhecer novas pessoas, e inclusive pedir prova da veracidade de informações pessoais. Alguns criminosos fazem amizades na web apenas para se aproveitar financeiramente das vítimas. 

 

7. Espionagem

Alguns hackers são capazes de ligar a webcâmera de outros usuários com o objetivo de espionar quem está do outro lado da telinha. Há também que invada redes sociais em busca de informações. É muito importante elevar o nível de privacidade ds suas contas. Já a webcâmera, especialistas recomendam cobrir o dispositivo sempre que não estiver usando.  

 

8. Vazamento de informações íntimas

A dica é sempre a mesma. Tenha muito cuidado ao fazer fotos e vídeos intímos. A maioria desse tipo de imagem é compartilhado por ex-parceiros. Para que ninguém tenha acesso aos seus arquivos no computador ou telefone, é preciso ficar atento aos meios que o criminoso pode usar para entrar em contato com suas coisas. Tenha sempre um bom antivírus instalado em seu dispositivo, e também um firewall atualizado, para impedir a ação dos hackers. 

 

9. Aplicativos falsos

Atualmente os hackers utilizam kits de ferramentas para ajudá-los na missão de invadir dispositivos móveis em uma abordagem conhecida como man-in-the-middle. Este tipo de ataque busca interceptar dados enviados digitalmente e também pode ser executado via aplicativos maliciosos.

 

Facilmente o criminoso consegue obter senhas, números de cartões de crédito, informações de login do Facebook, etc. Uma vez que o hacker recebe toda esta informação, ele pode fazer praticamente qualquer coisa, incluindo a obtenção de uma linha de crédito no nome da vítima, fazer compras com os números dos cartões ou simplesmente alterar as informações das contas de mídias sociais.


10. Redes sociais

 As redes sociais são um sucesso da vida moderna e quanto maior a popularidade desses sites, maior o perigo de cair em golpes online praticados por cibercriminosos. Cuidado com a sua senha para que ninguém acesse os seus perfis. É indicado ter prudência no que você divulga, para não atrair criminosos. 


Gostou da matéria? Siga a McAfee no Twitter e fique sempre por dentro das dicas de segurança digital. 


publicidade:

publicidade:

publicidade: