Carreira & Educação

06 Dicas para Escrever um Bom Currículo

Freepik/Hasan As Ari

6 segundos. Este é o tempo médio que um recrutador gasta lendo um CV, de acordo com um estudo realizado pela empresa de recrutamento The Ladders em 2018. Portanto, é melhor evitar apostar tudo em uma identidade baseada em WordArt ou Comic Sans MS ! Cada detalhe conta e o menor esforço para torná-lo mais atraente pode fazer toda a diferença na hora de conseguir uma entrevista de emprego. Clique aqui para obter mais informações e siga nossas 06 dicas para criar um bom currículo.

1. Destaque ações e resultados

2.Adicione uma seção de “habilidades”

3.Insira palavras-chave e vocabulário técnico

4.Combine o conteúdo com o trabalho

5.Preste atenção ao formato e nome do documento

1 – Destacar ações e resultados

Listar as missões que você foi responsável em seus empregos anteriores é bom, mostrar que você realizou é melhor. Questione o propósito de cada uma de suas ações para apresentá-las como um conjunto de resultados e não como uma simples lista de responsabilidades. Concretamente, use verbos de ação, que serão mais expressivos e marcantes do que verbos passivos ou expressões do tipo “encarregado de” (que são, aliás, muito clássicas). Portanto, prefira verbos como: criar, negociar, desenvolver, salvar, analisar… Cabe a você encontrar o termo mais preciso para descrever seu trabalho. Os gerentes veem e revisam currículos que usam os mesmos termos, inove!

Também não economize nos números em suas descrições de trabalho, o que permitirá ao recrutador medir melhor o impacto de suas ações. Frequências, evoluções, repercussões… qualquer precisão adicional nos números é interessante. Se você não se exibir um pouco em seu currículo, então quando?

2 – Adicione uma seção de “habilidades” ao CV

A seção “competências” permite resumir em um só lugar em seu currículo o que você aprendeu concretamente durante sua formação e suas experiências profissionais. Deve ser separado do restante do CV, e não deve interferir na leitura (você pode criar um encarte ao lado). Por exemplo, você pode listar suas habilidades técnicas lá: o domínio de determinados softwares ou ferramentas, por exemplo.

Dentro deste encarte, além de suas habilidades técnicas, não hesite em mencionar suas habilidades sociais, ou seja, suas habilidades comportamentais: criatividade, boa gestão do estresse, adaptabilidade, etc. Não é necessário apresentar uma lista de 30 competências, selecione 3 ou 4 que o represente bem e que possam ser úteis para o cargo em questão.

Antes de se candidatar, volte ao anúncio e verifique se as qualidades e competências exigidas para a vaga a que se candidata estão presentes no seu CV. Procure usar termos específicos e adequados e evite termos usados em demasia, como: motivado, investido, determinado. Finalmente, seja honesto! Se você sente que está embelezando um pouco demais a realidade, talvez esse trabalho não seja para você?

3 – Insira palavras-chave e vocabulário técnico

“SEO você mesmo”! Usar as palavras-chave corretas relacionadas à posição para a qual você está se candidatando pode ter um impacto na visibilidade do seu currículo. Alguns sites de recrutamento, ou mesmo o LinkedIn, funcionam com algoritmos que classificam automaticamente os currículos com base nas palavras-chave presentes. Para ter uma ideia das palavras-chave para encaixar, analise os anúncios de vagas do seu setor e os perfis do LinkedIn dos profissionais para descobrir as mais utilizadas. Não hesite em usar vocabulário técnico e específico para se posicionar como um especialista em um campo.

4 – Combine o conteúdo com o trabalho

Um CV é um documento que se atualiza e deve ser adaptado à oferta a que se candidata. Sua formação e sua desenvolvimento lhe permitiram adquirir uma variedade de habilidades, que você mobilizará de forma diferente de acordo com as expectativas específicas do cargo. Pegue as habilidades exigidas especificadas na oferta e tente orientar suas descrições para mostrar seu valor agregado nesses pontos. Se a posição exigir habilidades interpessoais muito boas, destaque as conquistas de sua equipe ou suas apresentações. O objetivo não é colocar tudo, mas selecionar aqueles que possam interessar ao recrutador acima de tudo. Além disso, não hesite em adicionar um título personalizado para cada CV enviado: uma frase curta que descreva rapidamente sua personalidade, suas paixões (relacionadas ao seu setor) e o cargo para o qual você está se candidatando.

5 – Preste atenção ao formato e nome do documento

O seu CV deve ser sempre enviado em formato PDF. Preste atenção também ao nome do arquivo. O recrutador irá salvá-lo em seus documentos, mas deve poder encontrá-lo facilmente, sem precisar renomeá-lo. Um CV intitulado “CV Sophie” ou “Sem nome” tem mais probabilidade de se perder em seus arquivos do que um “CV – Sophie Duarte – Estágio  Communication Welcome to the Jungle”.