Saúde & Bem-estar

Poluição do ar em ambientes internos também danifica o DNA




Poluição do ar em ambientes internos também danifica o DNA - 1

A poluição do ar é normalmente associada a fatores externos, como os gases poluentes liberados por automóveis e indústrias. No entanto, a poluição interna, desencadeada por atividades domésticas, pode ser igualmente perigosa à saúde, já que é capaz também de danificar o DNA. Entre as tarefas nocivas, está o uso de velas, de produtos de limpeza, do fogão e do forno na cozinha.

Em estudo publicado na revista científica Particle and Fibre Toxicology, pesquisadores da Dinamarca e da Suécia demonstram quais são os riscos dos poluentes produzidos dentro de casa. Para isso, mediram os seus efeitos em pessoas com asma leve — quem não precisa recorrer a muita medicação no tratamento.

Segundo os autores, os poluentes de origem interna, como poeira, produtos químicos e material particulado (PM), impactam a saúde dos indivíduos. No entanto, são pouco estudados e compreendidos, o que só agora começa a mudar.


Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.

Riscos da poluição interna

Liderado pela cientista dinamarquesa Karin Rosenkilde Laursen, o estudo avaliou o impacto da poluição interna em 36 pessoas com asma leve, que não fumam. Parte dos voluntários ficou cinco horas em uma câmara fechada, respirando ar limpo e filtrado, como controle. Enquanto isso, os outros recrutados permaneceram esse mesmo tempo inalando o ar retirado de uma cozinha, com forno ligado e velas queimando.

Poluição do ar em ambientes internos também danifica o DNA - 2
Poluição interna envolvendo o uso de fogão e velas também pode dafnificar o DNA (Imagem: David Tomaseti/Unsplash)

As análises indicam que as atividades da cozinha liberam material particulado, incluindo as partículas finas — um tipo de poluente bastante comum —, e produtos químicos. Ambos aumentam o nível de proteínas associadas à inflamação das vias respiratórias.

Além disso, Laursen afirma que é possível observar danos ao DNA nas pessoas expostas aos poluentes liberados pela cozinha. No entanto, ela faz uma observação importante, para a BBC, “não é que tenhamos observado casos de câncer ou mesmo pré-estágios do câncer” nesses indivíduos.

Na verdade, “observamos danos ao DNA, que podem em algum momento, no longo prazo, levar a mutações que desencadeiam o câncer”, explica Laursen. Então, inalar esses poluentes se enquadraria em uma atividade potencialmente de risco.

O fogão a gás

Neste estudo, os pesquisadores não analisaram o risco das partículas liberadas pelo fogão a gás. No entanto, pesquisas anteriores já observaram que elas impactam negativamente a saúde de um indivíduo. Entre os produtos químicos mais tóxicos liberados, está o benzeno — reconhecidamente conhecido como cancerígeno. Por isso, sempre que possível, o ideal é optar por fogões elétricos.

Como reduzir os riscos?

Para evitar os poluentes internos, especialmente na hora de cozinhar, é importante manter a circulação de ar dentro do ambiente. Por exemplo, vale manter as janelas abertas ou usar exaustores, que “sugam” as partículas nocivas e impedem a inalação por parte de quem cozinha.

No caso de velas e também de incensos, além de moderar o uso, vale acendê-los apenas com as janelas abertas. Agora, em relação aos produtos de limpeza mais fortes, como a água sanitária, o ideal é usar com janelas abertas e, dependendo do caso, com máscaras. Aliás, vale respeitar a recomendação dos fabricantes de água sanitária para não misturar o produto em outros químicos, uma vez que a reação pode liberar gases tóxicos à saúde.

Vale lembrar que, quando se analisa a poluição externa, a Agência Europeia do Ambiente (AEA) estima que pelo menos 10% dos casos de câncer no continente europeu estão relacionados com os poluentes. Estas porcentagem pode ser ainda maior, se analisados os poluentes liberados dentro de casa, em atividades rotineiras.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech

Continua após a publicidade..