Cultura

Galeria itinerante leva obras do artista Kobra para periferias de SP

Conhecido nas ruas do Brasil e do mundo, o muralista e artista Kobra transformou um ônibus em uma galeria de arte itinerante para apresentar algumas de suas obras para a população de São Paulo, especialmente as que moram nas periferias da cidade.

O lançamento da Galeria Circular ocorreu esta semana no bairro paulistano de Campo Limpo, local onde o artista cresceu. Mas o ônibus também vai passar por bairros como Brasilândia, Vila Madalena, Cidade Tiradentes, Bom Retiro e na comunidade de Heliópolis.

O ônibus ganhou o nome de Galeria Circular, vai percorrer 12 locais na cidade de São Paulo e um no centro de Diadema, apresentando 14 de suas obras que estiveram ou ainda estão expostas em diversos locais pelo mundo, como Monte Rushmore, grafite localizado em Nova York, em que Kobra  retrata quatro dos principais artistas que admira – Frida Khalo, Basquiat, Keith Haring e Andy Warhol – no lugar dos quatro rostos esculpidos dos presidentes dos Estados Unidos. Há também obras como Let me Be Myself, em que Kobra retrata a jovem judia Anne Frank, vítima do nazismo, feito em Amsterdã, na Holanda; e Os Bravos de 11/09, uma homenagem aos bombeiros que trabalharam no resgaste aos feridos no ataque às Torres Gêmeas, em Nova York.

Algumas das obras expostas dentro ônibus são recortes de murais e outras são pinturas integrais. Do lado de fora, o ônibus apresenta parte do mural chamado Etnias, feito pelo artista no Rio de Janeiro, para as Olimpíadas de 2016. Esse é um dos maiores murais grafitado do mundo, com três mil metros quadrados.

Kobra, que entrou em um museu pela primeira vez quando tinha mais de 30 anos, disse que a ideia do ônibus é levar a arte para diversos locais da cidade, especialmente nas periferias onde cresceu. “As pessoas das periferias passam por tantas dificuldades e estou proporcionando um momento diferente, uma experiência para pessoas que, muitas vezes, nunca entraram em uma galeria de arte”, disse ele.

“Queria fazer [a exposição] de uma forma com que eu pudesse retribuir a questão da minha história, das comunidades e os locais por onde eu passei durante a minha infância aqui na cidade de São Paulo, e os amigos que eu formei ao longo desses anos. Já passei por cinco continentes, mas minha origem vem do Campo Limpo, da galera que hoje está vindo [aqui] e me dando este privilégio. A exposição de ônibus que eu estou levando para as comunidades é um presente para mim, um privilégio para mim. Tem tantas crianças vindo, me entregando presentes, entregando desenhos. Para mim está sendo uma honra, uma felicidade e uma surpresa muito grande também”, disse ele hoje em entrevista à Agência Brasil.

Paraisópolis

O CEU Paraisópolis recebe a exposição itinerante do artista plástico Eduardo Kobra, que transformou um ônibus numa galeria de arte, para percorrer os bairros periféricos de São Paulo.
O CEU Paraisópolis recebe a exposição itinerante do artista plástico Eduardo Kobra, que transformou um ônibus numa galeria de arte, para percorrer os bairros periféricos de São Paulo. – Rovena Rosa/Agência Brasil

Nesta semana (29), o ônibus visitou o Centro Educacional Unificado (CEU) Paraisópolis, localizado na segunda maior comunidade de São Paulo. Diversos alunos das três unidades escolares ali localizadas entraram no ônibus para ver as obras e também tiraram fotos com o artista, que foi recebido em Paraisópolis com aplausos e gritos.

Ana Paula Correia, vice-diretora da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) do CEU Paraisópolis, disse que é muito importante o contato dos alunos com a obra de Kobra. “A gente reconhece a importância dele [Kobra] estar no chão da periferia e ter esse contato diretamente com os moradores de Paraisópolis, considerada a segunda maior comunidade em extensão do estado de São Paulo. É muito gratificante ter esse artista em contato conosco. Vai ser gratificante na vida dos nossos estudantes, jovens e crianças, ter essa oportunidade de vivenciar isso porque, muitas vezes, eles não têm essa oportunidade de acesso à cultura”, comenta.

Para Ana Paula, essa vivência e contato dos alunos com o artista e suas obras podem também inspirá-los artisticamente. “Temos muitos talentos aqui dentro de Paraisópolis. Com certeza isso será uma inspiração para aqueles que gostam da arte e da cultura”, acrescenta.

A professora Viviane da Silva Monteira, que ministra aulas para o segundo ano do Ensino Fundamental, estava acompanhando um grupo de alunos que entrariam no ônibus para ver as obras de Kobra. “Antes da gente vir aqui, eu conversei com eles e expliquei sobre a importância dele para nosso país. Mostrei algumas obras dele para contextualizar, antes de vir para cá”, explica. “Eles [alunos] estão achando o máximo. Eles estão gostando bastante”, revelou.

Viviane disse que, após a visita, os alunos serão convidados a fazerem desenhos inspirados nas obras de Kobra. Para ela, as obras dele podem inspirar as crianças.  “A gente mostra que ele veio do mesmo contexto social e conseguiu ir para o mundo e ser respeitado”.

O artista acredita que suas obras podem incentivar novos artistas. “De alguma forma, estou trazendo também meu trabalho para mostrar que, se deu certo para mim, que nasci e vim da mesma história que eles, pode dar certo para qualquer um deles”, disse Kobra.

A visitação à Galeria Circular é gratuita e vai até o dia 8 de setembro, quando será encerrada na Praça Oswaldo Cruz, na Avenida Paulista, próximo ao mural que Kobra fez em homenagem ao arquiteto Oscar Niemeyer.

Fonte: Agência Brasil


Talvez você também goste