Cultura

Onça-pintada perde briga para grupo de ariranhas no Pantanal do MT; veja vídeo!




Onça-pintada perde briga para grupo de ariranhas no Pantanal do MT; veja vídeo! - 1

Um grupo de ariranhas conseguiu afastar e até mesmo perseguir uma onça-pintada no Pantanal, no Parque Estadual Encontro das Águas, no Mato Grosso. Acontecendo entre os municípios de Poconé e Barão de Melgaço, o flagra foi capturado em vídeo pelo guia e turismo local Branco Arruda.

A onça em questão, que tem até nome — Ibaca —, já foi flagrada perdendo uma briga para uma sucuri, em outra tentativa falha de se alimentar. Isso é comum, afinal, a grande maioria das caçadas do reino animal não é bem-sucedida. No incidente mais recente, o animal caminhava pela margem esquerda do Rio Três Irmãos, esbarrando no grupo de ariranhas enquanto elas tomavam sol.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por g1 (@portalg1)


Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A união faz a força

Mesmo se aproximando silenciosamente, Ibaca acabou sendo notada pelas ariranhas, que entraram na água e não pouparam esforços na briga, sincronizando seus ataques e conseguindo intimidar o grande felino, que se desnorteou com a coordenação do grupo e recuou em direção à mata. Não satisfeitas e buscando defender seu território, as ariranhas perseguiram a onça por alguns minutos.

As ariranhas, também chamadas de lontras-gigantes, são mustelídeos característicos do Pantanal e da bacia do rio Amazonas, e, diferente de outras espécies da família, são bem sociáveis, vivendo em grupos familiares muito cooperativos. Embora pacíficas, elas podem ser bem territorialistas, como o episódio com Ibaca demonstrou. O grupo em questão já vem sendo monitorado por especialistas locais.

As ariranhas são muito sociáveis e territorialistas, defendendo a família com unhas e dentes no Pantanal (Imagem: David Waite/Unsplash)
As ariranhas são muito sociáveis e territorialistas, defendendo a família com unhas e dentes no Pantanal (Imagem: David Waite/Unsplash)

Elas são acostumadas a lidar com as onças, sincronizando seus ataques para afastá-las. As ariranhas marcam a margem e os barrancos do rio com seu cheiro, evitando a invasão por outros grupos da mesma espécie. Quando isso acontece, as brigas são muito sérias e podem terminar em morte.

Os animais costumam se instalar em tocas escavadas nos barrancos: grandes e protegidos pela vegetação, eles são o local ideal para passar a noite. Diurnas, as ariranhas saem da toca cedo e passam o dia pescando, comendo aproximadamente 10% do peso corporal todos os dois. Uma ariranha de 20 quilos come, em média, 2 quilos de peixe. Machos adultos podem chegar a pesar até 30 quilos, segundo biólogos. Um belo desafio para uma onça sozinha!

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech

Continua após a publicidade..