Futebol

A culpa é da…bola? A teoria ‘maluca’ por trás do 5 a 5 entre Arsenal e Liverpool

A culpa é da...bola? A teoria 'maluca' por trás do 5 a 5 entre Arsenal e Liverpool - 1

Na última quarta (30), tivemos bola rolando em copas nacionais no Velho Continente. Na Inglaterra, dois clássicos pesados agitaram as oitavas de final da Carabao Cup, mais conhecida como Copa da Liga Inglesa: Manchester United x Chelsea e Arsenal x Liverpool. Os dois duelos foram emocionantes e recheados de golaços, mas uma situação chamou bastante atenção no segundo confronto citado: o altíssimo número de gols.

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

​​Arsenal e Liverpool terminaram a partida empatados em… 5 a 5. Como não há prorrogação ou segundo jogo na Copa da Liga Inglesa, a vaga nas quartas de final acabou sendo decidida nas penalidades, onde os Reds acabaram levando a melhor. O placar totalmente incomum, no entanto, acabou levantando ‘suspeitas’ e gerando teorias diversas nas redes sociais. A principal delas envolve a bola utilizada nos jogos desta competição.

Liverpool v Arsenal - Carabao Cup Fourth Round

A bola utilizada na Carabao Cup é diferente em relação à da Premier League, mais leve. Há muitos relatos de jogadores falando sobre isso, inclusive o atacante Marcus Rashford, autor de um golaço de falta pelo Manchester United diante do Chelsea: Para ser sincero, eram as bolas. Quando estávamos treinando finalizações, havia um movimento para cima e para baixo, com elas [bolas] podendo ir para qualquer lugar”, afirmou em entrevista pós-jogo.

 

Ainda que este fator contribua para os atacantes e dificulte a vida dos goleiros – pela variação e velocidade que a bola pega, especialmente nas finalizações de média/longa distância -, o fato de Arsenal e Liverpool terem entrado em campo com escalações alternativas, recheadas de garotos, também contribuiu para uma partida mais franca. Com menos responsabilidade e atuando por um torneio de ‘menor valor’ – em comparação à Premier e ​Champions, por exemplo -, os protagonistas do duelo puderam jogar de forma mais leve. Tal como a bola do jogo.

Gabriel Martinelli

 

 

Fonte: 90min


Talvez você também goste