Futebol

A zebra está solta e, sim, pode continuar fazendo novas (e gigantes) vítimas

A zebra está solta e, sim, pode continuar fazendo novas (e gigantes) vítimas - 1

Na primeira semana de Copa do Brasil, a eliminação do ​Bahia se apresentou como a grande surpresa. Ao perder por 1 a 0 para o River-PI, o time comandado por Roger Machado deu adeus à disputa ​logo na estreia. Pois a lição, ao que tudo indica, não foi aprendida por outros clubes da primeira divisão do futebol nacional.

 

 

Na quarta-feira, o Sport caiu diante do Brusque-SC levando 2 a 1, enquanto o Coritiba foi derrotado por 1 a 0 pelo Manaus-AM e também ficou alijado da competição. Isso sem contar, claro, o fato de ​Vasco da Gama e ​Atlético-MG, por exemplo, terem passado sufoco, respectivamente, contra Altos-PI (empate por 1 a 1, sendo que os cariocas saíram perdendo) e Campinense-PR (0 a 0). Ou seja, avançaram apenas por conta do regulamento, assim como já havia acontecido com o ​Botafogo (ficou no 1 a 1 com o Caxias).

 

 

O torneio, claro, está recém no seu início. Mas fica nítido que ninguém mais entra em campo pensando apenas no dinheiro que a CBF distribui aos participantes. Se os chamados “pequenos” puderem aprontar novas zebras, eles já mostraram que não estão nem aí se vão gerar instabilidade ou até mesmo crise nas grandes potências. E, sim, não se pode descartar que isso aconteça logo ali na frente. Quem estreou (e apresentou dificuldade) ou até mesmo quem ainda está por debutar na Copa do Brasil está sujeito às intempéries de um começo de temporada. Os gigantes ainda demonstram muita instabilidade, falta de conjunto, preparo ruim. E isso tende a ser fatal se os devidos cuidados não foram tomados.

Fonte: 90min


Talvez você também goste