Futebol

Apesar de classificação, Diniz e Raí seguem pressionados no São Paulo

Apesar de classificação, Diniz e Raí seguem pressionados no São Paulo - 1

Em setembro, Fernando Diniz chegou ao ​São Paulo com o aval dos líderes do elenco para substituir o questionado Cuca. O treinador oscilou muito durante esses meses no comando tricolor, mas conseguiu levar o clube a fase de grupos da Libertadores. A vaga veio após triunfo na quarta-feira (4) sob o Internacional, no Morumbi, por 2 a 1.

A classificação alivia jogadores e diretoria, mas alguns nomes seguem em baixa com a torcida, especialmente os de Fernando Diniz e do executivo de futebol Raí. Ambos têm o apoio do plantel, mas não estão seguros no cargo para a próxima temporada.

 

“Não sei o que vai acontecer. É algo pessoal do Raí, mas todo o time e todo o clube quer que ele continue. Que esteja conosco. É uma figura muito importante para nós, gostamos muito dele. Estou muito agradecido a ele por ter me contratado. Para mim, é um orgulho que ele tenha pensado em mim para estar nesse time. Tomara que o Raí possa estar conosco, porque é o que todos nós queremos”, destacou Juanfran.

 

Sao Paulo v Fluminense - Brasileirao Series A 2019

 

Já o meio-campo Vítor Bueno saiu em defensa do treinador. “Com certeza [quero que Diniz fique], falo isso de coração. É um cara que dá a vida pelo clube, pelos jogadores, pelos funcionários. Vocês não veem ali dentro o que esse cara faz. É algo que nunca vi igual. Eu tenho de enaltecer o trabalho que o Diniz faz. Acho que nunca treinei tanto na minha vida. A gente trabalha para consolidar. Ficamos no CT até 21h, 22h trabalhando”, desabafou.

O atacante Pablo, que trabalhou com Diniz também no Atheltico-PR, também destacou o trabalho do comandante e criticou a pressa do futebol brasileiro. “Acho que quando o treinador tem pouco tempo de trabalho, qualquer que seja e não venha o resultado, aqui no Brasil gera essa questão de mudança, a gente sabe que na Europa os treinadores têm muito tempo para trabalhar. Eu acho que é só aqui que acontece isso, não sei se é injustiça, se não é, mas o que eu posso declarar é que nós jogadores estamos muito felizes com ele”, acrescentou.

 

Fernando Diniz

 

O Tricolor conseguiu a classificação e mostrou um futebol diferente na noite dessa quarta-feira com o auxiliar Márcio Araújo na beira do campo. Diniz, suspenso, assistia das tribunas. Fato que não passou despercebido pelos torcedores.

 

 

“O Diniz tem muito mérito no que aconteceu, porque ele tem se doado ao máximo para todos nós, e o time tem jogado com ele nessa ideia. Acredito que no próximo ano, com uma boa pré-temporada, bastante tempo para treinar, tem tudo para ser um ano melhor que 2019”, completou o goleiro Tiago Volpi.

Neste domingo (8), o São Paulo enfrenta o ​CSA, no Rei Pelé, às16h, pela última rodada do ​Campeonato Brasileiro 2019. Com vaga assegurada na fase grupos e com o Azulão rebaixado, a partida vale para terminar a temporada de forma positiva.

Fonte: 90min