Campeonato Brasileiro

Acesso e reverências: A despedida em grande estilo de Mario Gómez, um ídolo discreto

Acesso e reverências: A despedida em grande estilo de Mario Gómez, um ídolo discreto - 1

Na tarde do último domingo (28), o futebol alemão se despediu de um de seus grandes nomes contemporâneos. Aos 34 anos de idade, Mario Gómez decidiu por pendurar as chuteiras ao final da atual temporada, na qual tinha um objetivo esportivo muito claro: ajudar a recolocar o Stuttgart, clube que o lançou profissionalmente, na primeira divisão da Bundesliga. E assim foi.

 

Com uma campanha sólida, o tradicional clube de 126 anos de existência conquistou o acesso como vice-campeão da Bundesliga II, atrás somente do surpreendente Arminia Bielefeld. Grande protagonista na conquista do último título de primeira divisão do Stuttgart (2006/07) – quando tinha apenas 21 anos de idade -, Mario Gómez não teve a mesma minutagem e bolas na rede de outrora, mas foi importantíssimo moralmente, sendo um líder positivo para os mais jovens do elenco.

 

Acesso e reverências: A despedida em grande estilo de Mario Gómez, um ídolo discreto - 2

VfB Stuttgart v SV Darmstadt 98 – Second Bundesliga

Na edição, ‘Super Mario’ entrou em campo em 23 partidas da Bundesliga II, anotando sete gols e dando duas assistências. Levando em conta toda a sua carreira profissional, foram 110 gols anotados com a camisa do Stuttgart, despedindo-se dos gramados como o terceiro maior artilheiro da história do clube. Está, também, entre os 15 maiores goleadores de todos os tempos na Bundesliga, com 170 bolas na rede, contabilizando também suas passagens por Wolfsburg e Bayern de Munique. Na Baviera, por sinal, também se tornou ídolo pelos gols, títulos e dedicação.

 

Se nunca foi brilhante tecnicamente, Mario sempre compensou as pequenas deficiências de seu jogo com muita entrega, disciplina e profissionalismo. Ótimo finalizador e dono de uma excelente capacidade de posicionamento, sagrou-se artilheiro da Bundesliga 2010/11 pelo Bayern de Munique e foi o vice-artilheiro da Champions 2011/12, atrás somente de Lionel Messi. Números relevantes que só corroboram que sua carreira foi grande, e que merecia esse belo ato final: recolocando o clube do coração no local de onde não deveria ter saído.

 

Acesso e reverências: A despedida em grande estilo de Mario Gómez, um ídolo discreto - 3

VfB Stuttgart v SV Darmstadt 98 – Second Bundesliga

Fonte: 90min