Campeonato Brasileiro

Eliminação acirra bastidores e aumenta pressão sobre dirigente do Palmeiras

Eliminação acirra bastidores e aumenta pressão sobre dirigente do Palmeiras - 1

​Tratada como principal objetivo esportivo do clube para 2019, a ​Libertadores voltou a virar sonho distante para o Palmeiras na última terça-feira (27). Derrotado por 2 a 1 pelo Grêmio em pleno Pacaembu, o clube paulista se despediu do torneio continental e, como consequência imediata, viu os seus bastidores políticos se acirrarem.

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

​​Como destaca o ​Blog do Perrone, o fracasso precoce na maior competição do calendário enfureceu conselheiros alviverdes e intensificou as críticas internas, de determinados setores do clube, ao trabalho de Alexandre Mattos. O diretor de futebol palmeirense é uma figura controversa nos bastidores: blindado pela situação, é um dos principais alvos da ‘bronca’ dos opositores da atual gestão, que o enxergam como maior responsável por contratações ‘irresponsáveis’ e mau planejamento de elenco.

Apesar de seus críticos serem, em sua grande parte, membros antigos da oposição alviverde, há pessoas não-envolvidas diretamente com a política palmeirense que também estão insatisfeitas com o trabalho do dirigente. As críticas gerais passam pelos mesmos temas: o elenco desequilibrado, os altos investimentos em reforços ‘questionáveis’ e a postura irredutível em não negociar jogadores que receberam propostas, até mesmo os que não vinham sendo muito aproveitados pela comissão técnica.

Para mais notícias do Palmeiras, clique ​aqui.

Fonte: 90min


Talvez você também goste