Campeonato Brasileiro

Grêmio descarta ação conjunta com rival para receber mãe e filho agredidos após clássico

Grêmio descarta ação conjunta com rival para receber mãe e filho agredidos após clássico - 1

​A imagem de uma torcedora do ​Grêmio sendo agredida por uma colorada na frente de seu filho, ao final do último Gre-Nal, foi marcante. O caso, inclusive, já está sob investigação, e o ​Internacional puniu sua representante, impedindo a entrada no Beira-Rio. Por conta da mobilização que se criou em torno do caso, o Tricolor planeja alguma ação para, de uma certa forma, dar alegria à criança que assistiu a tudo chorando. Porém, o clube descarta agir em parceria com o rival.

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

Conforme destaca a ​coluna De Primeira, a direção tricolor entende que não cabe promover algo conjunto. Na visão da direção gremista, embora a solidariedade vinda por parte dos dirigentes vermelhos, se entende que esta é uma atitude que compete exclusivamente ao clube do torcedor atingido.

Após o Gre-Nal de sábado, quando as arquibancadas do estádio estavam praticamente vazias, a torcedora gremista, que estava no lugar destinado aos fãs do Inter, tirou da bolsa uma camisa tricolor e começou a balançá-la, como que festejando, mostrando àqueles que estavam no anel superior. Tão logo isso aconteceu, a colorada, que já estava no portão de saída, foi em direção à rival na tentativa de arrancar a camiseta. O fato gerou uma imediata repercussão até mesmo entre os jogadores do Grêmio (e do Inter também), que fazem questão de receber a mãe e o filho. A ideia é que ambos acompanhem um treinamento comandado pelo técnico Renato Portaluppi.

Fonte: 90min


Talvez você também goste