Campeonato Brasileiro

Os números de Raphael Veiga que fazem Abel Ferreira implorar por sua permanência no Palmeiras

O meio-campista Raphael Veiga fez a diferença em mais uma partida do Palmeiras na noite da última quarta-feira, 11. No Estádio do Café, em Londrina, o camisa 23 foi às redes, evitou empate ante o Juazeirense e garantiu o clube nas oitavas de final da Copa do Brasil. Após o apito final, o técnico Abel Ferreira falou sobre o “alvoroço” pela não convocação do meia pelo Brasil e fez um pedido público para a diretoria mantê-lo no Allianz Parque.

“Eu não sou o técnico da Seleção e nem quero ser. Sou muito novo para ser técnico da Seleção, tenho 43 anos. Já disse ao Veiga, tudo no tempo de Deus. Ele só tem que fazer isto. A mim, o que mais me impressiona, não são os dribles, o que ele joga com bola, não são os pênaltis. Ele é um jogador completo, e quando é preciso correr atrás, ele ajuda, iniciou o treinador, antes de completar:

Os números de Raphael Veiga que fazem Abel Ferreira implorar por sua permanência no Palmeiras - 1
Abel Ferreira pede permanência de Veiga no Palmeiras: ‘Única coisa que peço’. | MB Media/GettyImages

Técnica eu já sabia que ele tinha, agora o compromisso que ele tem, o jogador robusto que ele é, a única coisa que eu peço é que não venda esse jogador. Que ele se lembre sempre do que o fez chegar no nível que está. Se ele mantiver essa postura, quero que continue por muito tempo no Palmeiras.Abel Ferreira, aobre Raphael Veiga

Cria do Coritiba, Veiga chegou ao Palmeiras em 2017, mas não deslanchou de primeira e passou período de empréstimo no Athletico-PR, em 2018. Na sequência, voltou ao Verdão e viveu novo período de adaptação antes de explodir em definitivo, já em 2020. Desde então, o meia ganhou espaço, se tornou peça-chave e começou a acumular grandes feitos e ótimos números pela equipe.

Nesta temporada, o camisa 23 entrou em campo em 25 jogos e participou diretamente de 21 gols (15 tentos e seis assistências), conforme dados do próprio clube. E mais, também somou: 43 assistências para finalização, 24 finalizações corretas, 591 passes, 25 lançamentos e 30 cruzamentos certos. O meia ainda realizou com sucesso 24 dribles, 17 desarmes e seis interceptações – e sofreu 50 faltas.

Vale destacar, também, a precisão de Veiga nos pênaltis. Até aqui, o meia cobrou 23 penais pelo Palmeiras e converteu todos.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

Fonte: 90min