Campeonato Brasileiro

Presidente santista justifica confiança em Jesualdo como “o cara” a segurar vestiário em meio à crise financeira

Presidente santista justifica confiança em Jesualdo como

Quando a crise bate forte, é preciso ter alguém capaz de segurar um grupo de jogadores. Pois o Santos, na voz do presidente José Carlos Peres, confia no técnico Jesualdo Ferreira como a figura a conduzir este processo.

 

Os problemas financeiros do Peixe já têm reflexo dentro do vestiário. Recentemente, o treinador viu dois de seus titulares – o goleiro Everson e o atacante Eduardo Sasha – irem à Justiça buscarem a rescisão de contrato por falta de pagamento. Além disso, o zagueiro Lucas Veríssimo, outro com lugar cativo no time, pode ser vendido no intuito de equilibrar minimamente as contas do clubes. Só que da boca do português não vem qualquer tipo de reclamação. “O mister é parceiro, experiente, competente e tem os jogadores com ele. JF é muito sábio e agrega forças, mesmo com tanta gente contra”, disse Peres, ao Uol Esporte.

 

O dirigente, nos últimos dias, vem sendo alvo de protestos até em frente à sua casa – isso sem contar a Vila Belmiro, o escritório do Santos em São Paulo e o CT Rei Pelé. No entanto, ele tem em Jesualdo um braço direito para tentar fazer com que, dentro das quatro linhas, o reflexo do momento conturbado seja o menor possível. Mesmo que, após a retomada do Campeonato Paulista, o time tenha somado apenas um ponto em seis possíveis, se classificando às quartas de final com a pior campanha entre os primeiros colocados de chave, existe a certeza de uma reviravolta. “Vamos ganhar, confio no time. Nossas expectativas ainda são as melhores. A parada coloca os times em equilíbrio.” Nesta quinta-feira, a partir das 21h30min, o Santos recebe a Ponte Preta em busca de vaga na semifinal do Estadual. Em caso de empate na Vila, haverá cobranças de pênaltis.

 

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.

 

Para mais notícias do Santos, clique aqui.

 

Fonte: 90min