Futebol

Cássio tenta apaziguar a situação entre elenco e Carille: “Não vejo atrito”

Cássio tenta apaziguar a situação entre elenco e Carille:

Quem tem acompanhado as últimas entrevistas de Fábio Carille, pôde perceber um tom áspero por parte do treinador do ​Corinthians. Ele admitiu que sentiu falta de atletas mais “vividos” e também ressaltou a necessidade de reforços com ambição. Além disso, reconheceu que o estilo de jogo do atacante Boselli não se encaixa nos moldes estratégicos do Timão. Em meio a tantas declarações polêmicas, um dos pilares do time, Cássio, apaziguou a situação e negou qualquer tipo de atrito entre os jogadores e o técnico.

Em entrevista, o goleiro declarou que não tem acompanhando os noticiários, desde que a mídia começou a apontar um possível descontentamento por parte dos atletas. É difícil porque o grau de comprometimento de todos é grande. Vocês não acompanham o que acontece ali dentro, não vejo ninguém incomodado, para ser bem honesto, mas sim todos comprometidos em ajudar. União é a marca forte entre jogadores, comissão e diretoria. Não vejo essa situação. Concordo que não estamos jogando grande futebol, estamos um pouco abaixo, mas com resultados bons, se pegar o ano geral”, afirmou.

 

Fabio Carille

 

 

A situação do Corinthians na temporada também foi analisada pelo camisa 12. O Timão caiu na Copa do Brasil e na Sul-Americana, e agora só sobrou para os comandados de Carille tentar uma vaga direta na fase de grupos da próxima Libertadores, através do Brasileirão. O título do campeonato em si, tem ficado cada vez mais distante: agora o clube do Parque São Jorge está na quarta colocação, 15 pontos atrás do líder e empatado com o ​São Paulo, que ocupa o quinto lugar.

Carille também disse que sua equipe fez apenas dez bons jogos esta temporada. Cássio, por sua vez, resolveu destacar os bons momentos do time e analisar o que ainda vem por aí:

“O time foi campeão paulista, caiu da Copa do Brasil para o ​Flamengo, melhor time do Brasil, foi à semifinal da Sul-Americana e está em quarto no Brasileiro. Lógico que temos que melhorar, evoluir, são 13 rodadas pela frente. Temos que nos manter entre os quatro, confirmar a vaga, porque sabemos que se disputar a pré-Libertadores já começa o ano com pressão e dois mata-matas, isso acelera processo do time. É importante. Quando o time não está bem e perde clássico, a cobrança é maior, tem pressão. De dentro do clube eu converso com todos, me dou bem com todos e não vejo isso que estão falando, que há descontentamento. Jogador pode ter sua maneira de pensar, mas não vejo atrito. O nível de treinamento é muito bom”.

 

Corinthians v Athletico PR - Brasileirao Series A 2019

 

 

Em relação às críticas mais direcionadas, por exemplo, as declarações de Carille sobre os ​Boselli e Clayson, o goleiro falou que a melhor forma de dar a resposta é dentro de campo. “Em 2016, ninguém falava que eu voltaria a ser o goleiro do Corinthians, diziam que eu estava mal, estava gordo. E estava mesmo (risos). A resposta do jogador tem que ser dentro de campo, treinando, se dedicando”, disse.

 

O Timão ​enfrenta​ nesta quarta-feira, dia 16, o ​Goiás, time que tem uma das melhores campanhas no returno. A partida será às 21h30, no Serra Dourada. O provável plantel que será usado por Carrile tem: Cássio, Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf (Gabriel), Sornoza (Matheus Jesus), Pedrinho, Mateus Vital e Clayson; Vagner Love (Boselli).

O jogo é de extrema importância para as pretensões futuras do Corinthians, visto que uma derrota pode significar perda de posição na ​tabela, o que seria catastrófico para ​Carille. O técnico que já está pressionado pela torcida, pode ficar ainda mais, caso seja necessário disputar a Pré-Libertadores.

 

 

 


Confira a lista de relacionados para a partida:

 

Goleiros: Caique e Cássio.

Laterais: Carlos, Danilo Avelar, Fagner e Michel.

Zagueiros: Bruno Méndez, Gil e Manoel.

Volantes: Gabriel, Matheus Jesus, Ramiro e Ralf.

Meias: Jadson, Mateus Vital, Pedrinho, Régis e Sornoza.

Atacantes: Boselli, Clayson, Gustavo, Janderson e Vagner Love.

 

Fonte: 90min


Talvez você também goste