Champions League

Cavani demonstra ira e deixa claro que ciclo no PSG está chegando ao fim

Cavani demonstra ira e deixa claro que ciclo no PSG está chegando ao fim - 1

​Edinson Cavani atua no Paris Saint-Germain desde 2013. Com 195 gols em 287 jogos, é o maior artilheiro da história do clube, pelo qual conquistou 20 títulos. Só que, embora tenha sempre seu nome gritado pelos torcedores no Parque dos Príncipes, o que aconteceu nesta quarta-feira, em jogo da ​Liga dos Campeões da Europa, apenas confirma que sua era na capital francesa está realmente chegando ao fim.

 

Mauro Icardi

 

Agora reserva de Mauro Icardi, ele se aquecia à beira do gramado durante o duelo com o Club Brugge quando, com a cara fechada, se negou a prosseguir com os exercícios e sentou no banco. Mesmo assim, ainda teve a chance de entrar nos 20 minutos finais da partida, que terminou com vitória do PSG por 1 a 0 (gol, justamente, de Icardi). Em campo, sua ira foi notada pelas constantes reclamações com os companheiros na tentativa de organizar uma marcação na saída de bola do adversário.

 

Edinson Cavani,Mauro Icardi

 

A ideia de tirar Cavani do time não é nova na cabeça do técnico Thomas Tuchel. Mesmo tentando amenizar a situação ocorrida, ele se mostrou sem entender a reação do centroavante. “Estava claro para mim que, com 65 ou 70 minutos, mudaríamos o time. Eu estava contando com o Cavani e fiquei surpreso quando o vi no banco de reservas, não entendi. Eu dizia a ele que precisava estar pronto. Quem sabe ele entendeu que eu disse que era para ele parar ele aquecer”, disse o comandante, que ainda acrescentou: “A competição com Icardi foi criada de propósito. Hoje é assim e talvez seja outra coisa em um mês. O PSG é um clube que tem muitos jogadores que querem jogador. Isso causa dor de cabeça ao treinador, mas é essa a ideia. Espero que a competição entre eles seja mesmo brilhante”.

 

FBL-EUR-C1-PSG-PRESSER

 

Com contrato se encerrando na metade de 2020, Cavani já poderá assinar um pré-contrato a partir de janeiro. E é o que realmente deve ocorrer. Trata-se de um atacante de exceção, goleador, craque, que cairia como uma luva em grandes equipes do planeta. Sim, ele tem muito mercado ainda e deve buscar seu espaço. Aos 32 anos, o uruguaio, mesmo com rompantes, se mostra um profissional acima da média, dedicado ao extremo. E assim seguirá. O ​Flamengo monitora sua situação, a torcida do ​Grêmio sonha com o gringo. Já pensou ele no futebol brasileiro?

Fonte: 90min


Talvez você também goste