Futebol

Cláusula permite saída sem custos, Flamengo e agente tratam futuro de Rafinha

Cláusula permite saída sem custos, Flamengo e agente tratam futuro de Rafinha - 1

Na última quarta-feira (15), Lincoln, representante do lateral-direito Rafinha, e ​Flamengo se reuniram no Ninho do Urubu para tratar sobre o futuro do jogador de 34 anos. O atual vínculo do atleta vai até junho de 2021, mas cláusula no contrato preocupa o Rubro-Negro. A informação é do ​UOL Esporte.

A meta da diretoria do clube é manter todos os titulares da campanha multicampeã de 2019 e reforçar pontualmente o elenco. Neste cenário, a permanência de Rafinha é essencial para os planos da equipe. Marcos Braz, vice de futebol, e Bruno Spindel, diretor executivo, também estiveram na reunião.

 

O lateral-direito chegou ao Flamengo na metade da última temporada sem custos e com possibilidade de continuar na Europa. Assim, houve acordo para que fosse colocada uma cláusula que permitisse ao atleta rescindir com o Rubro-Negro gratuitamente a qualquer momento para assinar com clubes de fora do Brasil.

 

Rafinha

 

A ‘brecha’ não vale para o mercado nacional. A multa rescisória do camisa 13 para clubes brasileiros é em torno de R$ 33 milhões. O estafe busca, inicialmente, valorização salarial e extensão do contrato, mas o retorno ao exterior não é descartado. O jogador não recebeu nenhuma proposta.

O número de viagens e a falta de tempo para ficar com a família pesam contra o clube, mas a situação não é vista como ‘desesperadora’ pela diretoria. Rafinha tem apoio dentro e fora do clube e, em tese, basta o Flamengo ampliar o vínculo com o jogador e dar aumento salarial. O clube também pode negociar a remoção da cláusula.

 

 

Até o momento, Rafinha disputou 30 partidas e deu seis assistências pela Flamengo. Recentemente, o clube negociou o reserva imediato Rodinei, com o ​Internacional, e conta apenas com os jovens João Lucas e Matheuzinho. A tendência é que o Rubro-Negro busque uma alternativa para o lateral-direito.

Fonte: 90min