Futebol

Com Cruzeiro em crise, Orejuela quebra o silêncio e fala sobre continuidade para 2020

Com Cruzeiro em crise, Orejuela quebra o silêncio e fala sobre continuidade para 2020 - 1

O lateral-direito Orejuela foi uma das novidades no treinamento da última quinta-feira (12) na Toca da Raposa. Após servir a Colômbia em dois amistosos – incluindo um contra a Seleção Brasileira -, o ala está à disposição de Rogério Ceni para a partida contra o Palmeiras, neste sábado (13), às 19h (horário de Brasília), pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O Cruzeiro precisa urgentemente dos três pontos para se distanciar do Z-4.

Hoje o Cruzeiro tem 18 pontos, na 16ª colocação, somente a três de diferença para o Fluminense. A necessidade de reação se explica, além da posição incômoda na tabela, por toda a crise financeira que assola os bastidores do clube e também pela goleada sofrida para o Grêmio, em casa, no último fim de semana. O mau momento fez Ceni desabafar em entrevista coletiva e pedir maior comprometimento do elenco. 

Luis Orejuela,Milton Casco

Nomes experientes como Edílson, Thiago Neves e Robinho podem estar correndo risco de serem afastados, tanto pela má fase quanto por declarações públicas, como aconteceu com Neves após a eliminação na Copa do Brasil. Orejuela está fora desse conflito e vem sendo um dos pilares da equipe ao longo da temporada, por isso a diretoria cruzeirense já começou a se mexer para adquirir em definitivo o jogador de 24 anos.

No fim de julho, a Raposa tinha avançado na operação de comprar 50% dos direitos de Orejuela junto ao Ajax, da Holanda – o jogador está cedido por empréstimo até dezembro. A diretoria mineira tem até dezembro para depositar 1,5 milhão de euros (R$ 6,7 milhões na cotação atual) aos holandeses. O problema é que agora o clube vive uma crise econômica sem precedentes, o que deixa a operação incerta, pois o departamento de futebol visa enxugar bastante as finanças.

Ainda assim, Orejuela manifestou seu desejo de continuar na Toca da Raposa em 2020. Em entrevista coletiva nesta sexta (13), o colombiano disse que tem consciência das dificuldades financeiras do clube, porém se vê adaptado em Belo Horizonte. “Sim, estamos conversando sobre o tema (permanência no Cruzeiro). Sei que o clube passa por uma situação difícil, mas estou muito feliz aqui e quero ficar”, comentou.

Fonte: 90min


Talvez você também goste