Futebol

Do grupo ao técnico: o que o Palmeiras precisa analisar de olho em 2020

Do grupo ao técnico: o que o Palmeiras precisa analisar de olho em 2020 - 1

É hora de começar a pensar em 2020. Mesmo que, matematicamente, o ​Palmeiras ainda tenha chances de ser campeão brasileiro, só um verdadeiro milagre fará com que o time de Mano Menezes tire a taça do ​Flamengo – são 13 pontos de diferença com 15 ainda por disputar. Por isso, o momento é de se olhar com a mais profunda atenção para o que aconteceu na atual temporada.

 

Marcos Rocha,Roberto

O Verdão tem um bom elenco, e disso ninguém duvida. Mas é fato, também, que ficou pelo caminho em todas as competições que disputou em 2019. E algumas situações pesam para este final de ano sem nenhuma taça no armário. A equipe, seja com Luiz Felipe Scolari ou Mano Menezes, perdeu em intensidade. Sendo assim, atuações verdadeiramente consistentes se tornaram raras.

 

FBL-LIBERTADORES-PALMEIRAS-GODOYCRUZ

 

 

O time, se antes era uma fortaleza defensiva, agora não consegue manter o ritmo. No meio-campo, falta aquele jogador capaz de pegar a bola, partir para cima dos adversários e abrir caminhos para a marcação de gols – Gustavo Scarpa, mesmo sendo o artilheiro do ano, viveu altos e baixos. E, na frente, Dudu é um oásis de qualidade. Em resumo: fica claro que o grupo, mesmo com ótimos valores, não rendeu o que se esperava. É hora, sim, de pensar em algumas caras novas, em quem sabe abrir mão de algumas convicções (Marcos Rocha, Deyverson/Borja, Lucas Lima entre outras) e montar uma equipe mais propositiva, mais veloz, mais decisiva. 

 

 

Lucas Lima

 

Se é com Mano no banco? Bem, esta é uma outra discussão. Ele, em nenhum momento, trouxe ideias novas, capazes de mudar um panorama que já era nítido ao longo dos últimos meses. E esperar que ele mude seus conceitos de uma hora para outra é a mesma coisa que torcer para que o Fla perca todas as suas últimas partidas no Brasileirão e o Palmeiras, de uma hora para outra, tome dos cariocas o adjetivo de “sensação” e dê a volta olímpica no dia 8 de dezembro.

Fonte: 90min


Talvez você também goste