Futebol

Federações rejeitam recomendação da CBF para redução de datas dos Estaduais

Federações rejeitam recomendação da CBF para redução de datas dos Estaduais - 1

​Debate que parece se renovar ano após ano, a redução do número de datas dos Estaduais encontra grande resistência das Federações. Já projetando o calendário nacional de 2020, a CBF recomendou que os campeonatos locais passassem de 18 para 16 datas, orientação que cartolas cariocas e paulistas parecem contrários a seguir.

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

​​Como destaca o ​Blog do Rodrigo Mattos, federações locais já procuram brechas no calendário para conseguir manter as tradicionais 18 datas, temendo que os cortes possam gerar perda financeira/diminuição da receita junto à emissora que detém os direitos de transmissão: 

 

A intenção é manter o campeonato como está. Vamos ver como sai o calendário da CBF. Se tiver que fazer, vamos respeitar as 16 datas. Mas temos que ver se vamos ter times do Estado na pré-libertadores”, afirmou o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro.

Ze Rafael,Fagner

Rubens Lopes, presidente da Federação Carioca, também observa possíveis espaços no calendário, mas admite uma nova mudança na fórmula da competição:Podemos usar datas FIFA desde que não prejudique nossos times. Podemos suprimir a semifinal do estadual ou então as duas semifinais dos turnos. Vamos ver com os clubes”, afirmou.

 

O rechaço aos cortes nas datas dos Estaduais evidencia como os cartolas que comandam as federações locais seguem ‘estacionados’ no tempo, avessos à modernização. Estádios vazios e times reservas em campo têm sido a tônica dos Estaduais – especialmente no Sul e no Sudeste -, pelo fato desta competição ser a última prioridade dos grandes times, expostos a calendários pesados e desgastantes.

Fonte: 90min


Talvez você também goste