Futebol

Gota d’água: Emily Lima pede demissão após queda do Santos no Brasileirão Feminino

Gota d'água: Emily Lima pede demissão após queda do Santos no Brasileirão Feminino - 1

​Fim da linha para Emily Lima no comando técnico das Sereias da Vila. Na noite da última terça-feira (3), após eliminação do ​Santos para a Ferroviária nas quartas de final do Brasileirão Feminino, a treinadora de 38 anos anunciou oficialmente que não seguirá no cargo para a sequência da temporada.

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

​​Como destaca o ​Lance!, o pedido de demissão após a queda no Brasileirão antecipou o que já estava nos planos da profissional. Insatisfeita com as condições de trabalho na Vila Belmiro e publicamente criticada pelo presidente alvinegro​José Carlos Peres, Emily Lima não tinha intenções de seguir no clube para 2020. Através de suas redes sociais oficiais, a técnica anunciou sua saída e agradeceu às jogadoras e torcedores alvinegros. Emily se despede das Sereias da Vila após dois anos de trabalho, com um título paulista conquistado (2018).

Chegou ao fim na noite desta terça-feira a minha passagem pelo Santos FC. Foram quase dois anos de grande aprendizado profissional e, principalmente, pessoal. Deixo o clube de cabeça erguida sabendo que fiz tudo o que estava em meu alcance para proporcionar a essas guerreiras a possibilidade de colocar em campo o sonho de serem jogadoras no país do futebol. (…) Tenho de destacar, também, torcida santista que sempre fez questão de nos apoiar e esteve ao nosso lado durante esta caminhada. Infelizmente as coisas não saíram como o planejado, foram muitos percalços durante todo esse período, mas tenho certeza de que fiz tudo possível para alcançar nossos objetivos. Estarei na torcida por vocês. Obrigado, meninas. Obrigado, Santos FC”, escreveu em parte da mensagem de despedida.

​​Para mais notícias sobre futebol feminino, clique ​aqui.

Fonte: 90min


Talvez você também goste