Futebol

Histórico! Primeira mulher a comandar time da Bundesliga estreia com vitória no Union Berlin – saiba mais




País que investe bastante no futebol feminino e que tem a diversidade, a inclusão e a democratização do esporte como pautas importantes, a Alemanha testemunhou, neste último domingo (28), um marco de grandes proporções na luta pela equidade de gênero no futebol: pela primeira vez na história da Bundesliga, uma mulher esteve à beira da área técnica comandando uma equipe da primeira divisão do futebol local. E sua estreia não poderia ter sido melhor.

Jogando em casa e contando com o apoio de seu torcedor, o Union Berlin bateu o Darmstadt por 1 a 0, gol único do atacante Benedict Hollerbach, no início do segundo tempo. Na área técnica do time da capital alemã, estava a jovem Marie-Louise Eta, auxiliar da comissão permanente do Union Berlin e responsável por treinar e liderar a equipe nesta rodada do Campeonato Alemão, substituindo o treinador Nenad Bjelica, ausente por suspensão.

Quem é Marie-Louise Eta? Conheça a profissional que fez história na Bundesliga

Histórico! Primeira mulher a comandar time da Bundesliga estreia com vitória no Union Berlin – saiba mais - 1
Marie-Louise Eta estreou com vitória na área técnica do Union Berlin | Maja Hitij/GettyImages

Marie-Louise Eta, de apenas 32 anos de idade, integra a comissão técnica permanente do Union Berlin desde a reta final de 2023, após a demissão de Urs Fischer. Sua chegada ao clube da capital aconteceu no verão passado, sendo escolhida pelo clube para trabalhar como assistente de Marco Grote na equipe Sub-19 do Union Berlin. Em pouco tempo de casa, a dupla fez muito sucesso nos juniores, levando a equipe ao terceiro lugar na liga doméstica e na UEFA Youth League.

Apesar de muito jovem, Marie-Louise Eta tem longa vivência no futebol: dentro das quatro linhas, atuou como meio-campista até os 26 anos de idade, passando por grandes clubes do país como Turbine Potsdam, Hamburgo, Cloppenburg e Werder Bremen. Com a camisa do Potsdam – uma das grandes potências do futebol feminino europeu na década passada –, conquistou três edições da Frauen Bundesliga e uma edição da Champions League Feminina (2009/10), batendo o Lyon na final.

Em 2018, anunciou aposentadoria dos gramados e imediatamente redirecionou seu foco para a área técnica, fazendo cursos, especializações e obtendo sua licença de treinadora profissional junto à Federação Alemã de Futebol. Trabalhou à frente da equipe masculina Sub-15 do Werder Bremen e, posteriormente, foi chamada para trabalhar como assistente de Bettina Wiegmann na Seleção Feminina sub-15 da Alemanha.

Fonte: 90min

Continua após a publicidade..