Libertadores

Grêmio define ‘estratégia de preparação’ para decisão pela Libertadores

Grêmio define 'estratégia de preparação' para decisão pela Libertadores - 1

​Na última quarta-feira (16), o ​Grêmio recebeu o Bahia em sua casa e foi derrotado por 1 a 0, em duelo válido pela rodada 26 do Brasileirão. Foi a última partida do time gaúcho com seus titulares antes do compromisso mais importante de sua temporada: a volta pela semifinal da ​Libertadores contra o Flamengo, no Maracanã. O duelo continental está programado para o próximo meio de semana, mais especificamente dia 23, com gaúchos e cariocas adotando estratégias diferentes de gestão de elenco até a decisão.

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

​​Enquanto Jorge Jesus sinaliza que utilizará força total no clássico deste próximo domingo (20) contra o Fluminense, Renato Gaúcho sequer hesita: enviará sua equipe alternativa para o ​duelo diante do Fortaleza, válido pela rodada 27 do Brasileirão. A opção por um time totalmente reserva não surpreende – já que este tem sido o padrão do Tricolor Gaúcho -, mas se faz necessária especialmente após alguns titulares se queixarem de desgaste contra o Bahia.

Como destaca o ​UOL Esportes, a ideia da comissão técnica tricolor é a máxima contenção de danos e reflexos negativos sobre as principais peças do elenco. Descansar, portanto, é a ‘estratégia de preparação’ primária nos bastidores do Grêmio

Minha equipe estava muito presa. Não tivemos a movimentação que estamos acostumados a ter. Perguntei no intervalo se alguém estava cansado. O Maicon falou que estava, o Cortez também se queixou. Eu disse que não poderia trocar todo mundo no intervalo (…) Tivemos três jogadores vindos de seleção [Matheus Henrique, Everton e Kanneman]. Eles estavam muito abaixo da parte física. São 30 horas de viagem, muito desgaste”, afirmou Renato

Walter Kannemann

A fórmula para chegar ao Maracanã com seu time ideal 100%? O treinador revelou: É descanso, alimentação, boas horas de sono. A parte física, no estágio que estamos, chegando ao final do ano, não adianta”, concluiu.

Fonte: 90min