Futebol

Lukaku é nova vítima de ataques racistas da torcida do Cagliari – relembre outros casos

Lukaku é nova vítima de ataques racistas da torcida do Cagliari - relembre outros casos - 1

​No último domingo (1º), a Inter de Milão entrou em campo precisando de uma vitória contra o Cagliari, fora de casa, para chegar à liderança do ​Campeonato Italiano. O jogo se provou bastante desafiador para o time nerazzurri, que só conseguiu chegar ao resultado positivo aos 27′ do segundo tempo, através de gol de pênalti do centroavante belga Romelu Lukaku. O lance decisivo, no entanto, foi acompanhado por um episódio deplorável de racismo por parte da torcida da casa, reincidente em situações desse tipo.

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

​​Com imitações de macaco e outros cânticos ofensivos, torcedores do Cagliari tentaram desconcentrar Lukaku na cobrança da penalidade, em vão. Enfurecido com o comportamento abominável dos fãs rivais, o camisa 9 comemorou olhando para arquibancadas, antes de ser abraçado por seus companheiros de time. O mais preocupante e assustador é que este não foi o primeiro caso de racismo envolvendo o clube da Sardenha.

Romelu Lukaku

Somente nesta década, quatro casos de racismo foram reportados em partidas disputadas na Sardegna Arena: na temporada 2018/19, o atacante Moise Kean (Juventus) foi a vítima; no ano anterior, o também juventino Matuidi sofreu com ofensas raciais; em 2010, o centroavante camaronês Samuel Eto’o não conseguiu escapar dos cânticos cruéis das arquibancadas.

Em 2017, o meia ganês Sulley Muntari se recusou a continuar em campo enquanto as ofensas raciais seguissem. A consequência de seu posicionamento foi uma expulsão e gancho de um jogo, enquanto o Cagliari não sofreu nenhum tipo de sanção. As autoridades italianas seguem ‘fechando os olhos’ e tratando episódios de racismo com nenhum rigor, validando que comportamentos nocivos e inaceitáveis como esses se alastrem pelas arquibancadas.

Fonte: 90min


Talvez você também goste