Futebol

Nunes explica saída do Athletico e abre o jogo sobre questão financeira e interesse do Corinthians

Nunes explica saída do Athletico e abre o jogo sobre questão financeira e interesse do Corinthians - 1

Tiago Nunes concedeu na manhã desta quarta-feira (6) sua primeira entrevista coletiva após deixar o ​Athletico-PR. Um dia depois de ter confirmado sua saída do comando da equipe, o treinador deu detalhes de sua negociação para renovação de contrato, que acabou não acontecendo. Ele ainda rebateu críticas que vem recebendo e afirmou ainda não estar acertado com nenhum clube depois de muitas especulações envolvendo o Corinthians.

A saída do Furacão se deve pela busca de novos desafios e Tiago Nunes afirmou que se colocou à disposição para cumprir seu vínculo até o final para ajudar na transição do novo técnico“Foram dois anos e meio de convivência e esta convivência gera uma intensidade muito grande. Me senti completando um ciclo, completei as etapas que foram desafiadas. E a não permanência passa por isso: busca por novos desafios“, disse. “A busca de novos desafios somado as conquistas que o clube teve, eu me senti muito à vontade para comunicar ao presidente (do Conselho, Mário Celso) Petraglia que não ficaria para 2020“, adicionou.

Tiago Nunes

Com relação ao Corinthians, Tiago Nunes deixou claro que não trabalhará até o final de 2019. O treinador comentou também as críticas que teria deixado o Athletico por questões financeiras, como o próprio clube relatou em nota, e revelou ter recebido outras propostas durante sua estadia em Curitiba. Não chegou proposta alguma pra mim do Corinthians. As negociações tem chegado para meu agente. Não conversei com nenhum representante do Corinthians nesse meio tempo, pois estava preocupado com a responsabilidade que tinha no Athletico”, afirmou. 

 

“Sempre tive vinculo verbal no Athetico, nunca tive multa. Tive propostas melhores e sempre coloquei pro presidente Petraglia. Me sinto no final de um ciclo (…) Financeiramente não foi o ponto mais forte. Tive quatro convites desde o ano passado e todos foram maiores do que o que o Athletico apresentou neste momento (…) Perguntei o que o Athletico poderia pagar. Não houve contra-proposta. O que me move é o desafio, porque financeiramente a gente tem a oportunidade de melhorar a vida pessoal, buscar mais capacitação e dá tranquilidade pro treinador trabalhar. O que eu ganhava era suficiente, aqui, o clube tem pressão mínima. Não busco visibilidade, busco desafio. Quero tentar vencer os melhores sempre”, explicou.

​​Tiago Nunes foi questionado com relação à saída de profissionais da comissão técnica do Athletico e revelou uma pressão da diretoria. Após a entrevista, o treinador passará a analisar situações para o futuro ao lado de seu agente. O que acontece é que o Athletico está forçando os profissionais que ali estão a decidir seu futuro. Quem tem dúvida foi demitido. É isso que aconteceu desde ontem”, falou. Não tenho nenhuma reunião agendada. Solicitei ao meu empresário que marcasse situações depois dessa coletiva, que é o fim do meu ciclo aqui“, completou.

Fonte: 90min