Futebol

O que podemos esperar da Seleção Feminina neste ano olímpico?

O que podemos esperar da Seleção Feminina neste ano olímpico? - 1

Um novo ano se iniciou e com ele veio a ansiedade cada vez maior pelos Jogos Olímpicos. Os quatro anos de espera pós-Rio de Janeiro estão chegando ao fim e o Japão, sede em 2020, está em seus preparativos finais para receber o maior evento esportivo do planeta. Quem também está na reta final de preparação é a ​Seleção Brasileira Feminina, sob ‘novo’ comando e altas expectativas para a nova temporada.

 

​​O que podemos esperar da Canarinho em 2020? A impressão deixada na reta final do ano que passou foi bem positiva: contratada para iniciar uma verdadeira revolução na modalidade, a experiente e vitoriosa treinadora Pia Sundhage fechou a temporada invicta à frente da comissão técnica, com seis vitórias e dois empates em oito partidas. O ápice, sem dúvida, foi o triunfo por 2 a 1 em amistoso contra a fortíssima Inglaterra, seleção que terminou em quarto na ​Copa do Mundo Feminina de 2019.

 

Oliveiira Debora

 

Vencer uma potência da modalidade era importantíssimo para essa equipe, afinal, os grandes testes foram o ‘calcanhar de Aquiles’ da Canarinho antes e durante a Copa do Mundo. Muito em função disso, os ​amistosos programados para março de 2020 serão um excelente ‘termômetro’ para sentirmos o momento verdadeiro da Seleção: conseguindo jogar bem e fazer frente à potências como Canadá, Holanda e França – selecionados de melhor ranqueamento que o Brasil na FIFA -, a moral e a confiança aumentam para os Jogos Olímpicos em julho. O ouro inédito ainda é um sonho distante pelo abismo de estrutura, apoio e ‘material humano’ em relação a Estados Unidos e demais referências da modalidade, mas uma Seleção Brasileira organizada e competitiva é uma expectativa realista para 2020.

Fonte: 90min


Talvez você também goste