Futebol

Obrigado, Corinthians, pelo gesto campeão dos campeões

Obrigado, Corinthians, pelo gesto campeão dos campeões - 1

Corinthians v Atletico MG - Brasileirao Series A 2018

 

Futebol e história sempre caminham juntos. Quando um amante da bola, por exemplo, se dispõe a ler um pouco mais sobre as Copas do Mundo, ele acaba descobrindo que nos anos 40 não tivemos a realização da competição. O motivo é muito fácil de se presumir: a Segunda Guerra Mundial. Um conflito tão complexo e tão sangrento que até hoje remete a muitos traumas. O ​Corinthians, do alto de sua grandeza, trouxe um dos episódios mais tristes para a sua Arena e o transformou numa linda homenagem.

A Noite dos Cristais, em 9 de novembro de 1938, foi um marco à perseguição aos judeus, feita pelos nazistas. Foi nesta ocasião em que suas casas, estabelecimentos e sinagogas foram estilhaçadas por meio de ataques infindáveis na Alemanha, no que descambaria para as atrocidades ocorridas no Holocausto. Embora o preconceito já viesse acontecendo antes, o que aconteceu naquela noite tornou tudo mais concreto e assustador. O resto é literalmente história. E, 71 anos depois, o Timão deu uma verdadeira aula de como relembrar para não esquecer.

 

 

Sem usar estrelas em seu uniforme desde 2012, os corinthianos abriram uma exceção para ter na camisa uma Estrela de Davi amarela, tal qual os nazistas exigiam que os judeus ostentassem de modo a poder segregar o povo. Só que desta vez a lembrança teve razões nobres, transformando um símbolo de dor em felicidade. No valioso direito de seguir em frente, continuar existindo, prosperando por gerações adiante e lembrando o que passou para que nada parecido venha a repetir.

 

 

A vitória por 3 a 2 contra o Fortaleza foi bonita e fundamental. Mas não foi a mais bela página escrita em Itaquera na noite de quarta-feira e agora falo abertamente como judeu. A emoção da campanha e todo o cuidado de informar aos torcedores de um dos episódios mais triste da história da humanidade me fizeram marejar os olhos. Foi com muito zelo e muito carinho que o clube tratou de um tema tão delicado. O carinho foi notado desde o anúncio da campanha. Empatia rara, atitude gigante de um clube gigante. Nada mais adequado que isso.

 

 

 

 

O Corinthians, mais uma vez altaneiro, mostrou que o passado é uma importante bandeira e o presente, uma lição necessáriaApenas tenham meu eterno muito obrigado. Não parem de lutar. Nós, judeus, nunca paramos. E também nunca vamos parar.

​Foto de capa: Reprodução / Instagram

Fonte: 90min


Talvez você também goste