Futebol

Retrospectiva do Athletico-PR – Erros e acertos de 2019

Retrospectiva do Athletico-PR - Erros e acertos de 2019 - 1

Se o 2018 do Athletico-PR já havia sido histórico, 2019 não foi muito diferente. O clube, definitivamente, se colocou entre os grandes do futebol nacional, dando continuidade ao período mais vitorioso de sua trajetória. É hora, então, de relembrar tudo o que aconteceu pelos lados da Arena da Baixada…


Contratações

 

Marco Ruben

 

Se o Athletico-PR perdeu Pablo, o fazedor de gols, respondeu com a contratação do argentino Marco Ruben. Além disso, nomes como o lateral-direito Madson e o volante Léo Cittadini também desembarcam em Curitiba. Ao longo do ano, o zagueiro Pedro Henrique e o lateral-esquerdo Adriano reforçaram ainda mais o Furacão.


Expectativas Criadas

 

Tiago Nunes

 

O Athletico-PR terminou 2018 conquistando o primeiro título internacional de sua história. Ao ganhar a Copa Sul-Americana, garantiu o passaporte para a disputa da Libertadores da América, da Recopa Sul-Americana e da Copa Levain (antiga Suruga).​ Ou seja, 2019 prometia fortes emoções para os torcedores do Furacão.


Estadual

 

Athletico PR v Boca Juniors - Copa CONMEBOL Libertadores 2019

 

A equipe repetiu a fórmula adotada, com sucesso, no ano anterior. No Campeonato Paranaense, utilizou uma equipe alternativa, deixando o grupo principal focado nas competições prioritárias. E não é que o título veio mais uma vez? Sob o comando de Rafael Guanaes, deu a volta olímpica batendo o Toledo, nos pênaltis, por 6 a 5. No tempo normal, já havia vencido por 1 a 0 o duelo final.


Copas

 

FBL-BRAZIL-INTER-PARANAENSE

 

Copas foi o que não faltou no calendário do Athletico-PR em 2019. Começando pela Libertadores, caiu no Grupo G, com Boca Juniors-ARG, Jorge Wilstermann-BOL e Tolima-COL. Ficou em segundo, mas deu o azar de pegar os argentinos nas oitavas. Perdeu as duas partidas e foi eliminado.

Na Recopa Sul-Americana, enfrentou o River Plate, então campeão da Libertadores. Em Curitiba, os brasileiros ganharam por 1 a 0. Porém, levaram 3 a 0 em Buenos Aires e perderam a taça. Na Levain, aplicou 4 a 0 no Shonan, do Japão, e levantou o troféu.

Porém, a consagração maior veio na Copa do Brasil. Entrando direto nas oitavas de final, começou eliminando o Fortaleza com um empate sem gols fora de casa e uma vitória por 1 a 0 na Baixada. Depois, pegou só gigantes pelo caminho. Contra o Flamengo, nas quartas de final, dois empates por 1 a 1 geraram a decisão para os pênaltis, e o Furacão levou a melhor em pleno Maracanã. Na semifinal, tomou 2 a 0 do Grêmio em Porto Alegre, mas devolveu o resultado em casa e, novamente nos tiros livres, avançou. Na final, o adversário seria o Inter, e o título veio de forma incontestável: vitórias por 1 a 0 em Curitiba e 2 a 1 no Beira-Rio. Depois de 18 anos, o clube voltava a conquistar um título nacional.


Parada da Copa América

 

Marcelo Cirino

 

O clube chegou à metade do ano embalado. Se não estava tão bem no Brasileirão (era 12º, com dez pontos conquistados em nove rodadas), vivia a expectativa de disputar as oitavas de final da Libertadores. Na fase de grupos, já havia metido 3 a 0 no Boca em casa. Por isso, o otimismo. Tudo apontava que o segundo semestre do Athletico-PR seria histórico, como realmente foi.


Brasileirão

 

Aderbar Melo dos Santos

 

O Athletico-PR foi crescendo ao longo da competição. Por vezes deixou escapar resultados importantes, mas é fato que, mesmo depois de ter conquistado a Copa do Brasil e se garantido na próxima Libertadores, levou a competição a sério. O quinto lugar acabou sendo um prêmio justo para o clube. Nas últimas rodadas, o técnico Tiago Nunes, condutor de toda a campanha recente do clube, acabou saindo, e Eduardo Barros manteve o ritmo em alta.


Saldo Final

 

Bruno Guimaraes,Rony

 

Foi um ano espetacular. Só o Flamengo tem mais a comemorar do que o Furacão em 2019. O time, além de levantar taças, mostrou ao mundo jogadores importantes, como Bruno Guimarães e Rony, e deixou claro que, com planejamento, o dinheiro, por vezes, pode ficar em segundo plano. Não há nada mais a dizer do que PARABÉNS!​

Fonte: 90min


Talvez você também goste