Futebol

Supercopa da UEFA: As 4 melhores decisões da história da competição

Supercopa da UEFA: As 4 melhores decisões da história da competição - 1

​Nesta quarta-feira (14), o Vodafone Park, estádio situado em Istambul (TUR), receberá a Supercopa da UEFA, competição disputada em jogo único valendo taça. Frente a frente estarão o último campeão da ​Champions League, o Liverpool, e o último campeão da Europa League, o Chelsea. Será a primeira vez que dois times ingleses brigarão por este troféu. Para entrar de vez no clima deste grande jogo, relembre as quatro melhores decisões da historia da Supercopa, criada em 1973:


Real Madrid 3 x 2 Sevilla (2016)

 

FBL-EUR-SUPERCUP-REAL-MADRID-SEVILLA

 

Apelidado de ‘Senhor Liga Europa’, o Sevilla acabou se acostumando a enfrentar o Real Madrid na Supercopa, afinal, o clube merengue construiu uma verdadeira supremacia na Champions neste século. Em 2016, os dois rivais espanhóis protagonizaram uma grande partida, recheada de alternâncias, emoção e intensidade durante 120 minutos. O Real prevaleceu somente na prorrogação, com Dani Carvajal anotando o gol de desempate já na reta final do tempo extra.


Paris Saint-Germain 2 x 9 Juventus (1996)

 

Supercopa da UEFA: As 4 melhores decisões da história da competição - 3

 

O placar de 9 a 2 causa enorme impacto, é verdade. Mas a Supercopa de 1996 ainda era disputada em sistema de ida e volta, ou seja, este é placar agregado do confronto. De qualquer forma, foi um verdadeiro passeio da fortíssima Juventus de Ferrara, Vieri, Del Piero e Zidane: 6 a 1 na França e 3 a 1 na Itália. Os dois gols do time parisiense foram anotados pelo brasileiro Raí, em destaque na foto acima.


Real Madrid 1 x 2 Galatasaray (2000)

 

Raul

 

O Real Madrid da virada do milênio tinha nada menos que Raul, Casillas, Roberto Carlos e Figo em seu elenco. Recheado de estrelas e no auge da ‘badalação’, imaginava-se que a equipe espanhola venceria de forma protocolar o campeão da UEFA, o Galatasaray, mas não foi esse o enredo: empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, gols de pênalti de Raul e Mário Jardel. Na prorrogação, o atacante brasileiro foi novamente às redes e sacramentou o título turco.


Barcelona 5 x 4 Sevilla (2015)

 

Rafinha,Beto,Coke

 

Mais uma vez o Sevilla torna a aparecer nesta curta lista, novamente batido por um gigante rival local. Em 2015, o algoz do clube andaluz foi o Barcelona, em uma decisão memorável de Supercopa: mudanças de liderança, oito gols no tempo regulamentar e empate em 4 a 4, igualdade conquistada de forma heroica pelo Sevilla após estar perdendo por 4 a 1. No tempo extra, Pedro freou o ímpeto do adversário e garantiu a vitória catalã após receber belo passe de ​Lionel Messi, autor de dois gols nesta grande partida.

Fonte: 90min


Talvez você também goste