Esportes

No Rio, torcedores explodem de alegria com vitória do Brasil na Copa

Na Praça Mauá, no centro do Rio de Janeiro, a multidão que assistia ao jogo do Brasil contra a Costa Rica viveu 90 minutos de angústia e seis minutos de euforia, quando os dois gols na prorrogação garantiram a vitória brasileira. Segundo os organizadores da festa, patrocinada pela Brahma, cerca de 25 mil pessoas viram o jogo e sofreram com os lances que não balançaram a rede.

Depois do pênalti anulado contra Neymar, perto dos 30 minutos do segundo tempo, a tensão só aumentou. O lance polêmico gerou xingamentos ao juiz entre os torcedores, que minutos depois gritaram com toda a força quando Philippe Coutinho fez o primeiro gol, aos 46 minutos.

“Foi uma guerra de nervos!”, disse a auxiliar de disciplina Rosa Aparecida, de 60 anos. Toda de verde e amarelo, a torcedora saiu da Praça Mauá direto para o ponto de ônibus. Às 13h, começa seu expediente em uma escola particular do Rio Comprido.

Para o filho dela, Alan Rosa, de 37 anos, a vitória abre as portas para o hexacampeonato. “O mais importante agora é pensar no próximo jogo, absorver tudo que deu errado e deu certo e tentar melhorar”.

Lidiane Campos, de 31 anos, andava de muletas em meio à multidão. Com a perna direita quebrada, ela saiu de Itaguaí, na Baixada Fluminense, para ver o jogo com as amigas.

“O Brasileiro não desiste, né? Foi muito bom ter saído de onde eu moro para ver o jogo aqui”, disse ela, que se feriu caindo de moto. “Aí, já é outra reportagem”, brincou.

A alegria das técnicas de enfermagem Vanessa Saramago, de 35 anos, e Bruna Lessa, 38, foi o primeiro gol ter saído dos pés de Coutinho.

“O mais importante foi que o Coutinho fez o gol, e a gente é vascaína! É cria do Vasco”, comemorou Alessandra, que chegou com a amiga na Praça Mauá depois de plantão de 12 horas em um hospital. “A gente merecia ganhar e ganhou!”

A caminho do metrô, o vendedor Mateus Vinícius Gonzaga, de 22 anos, contou que, na opinião dele, a atuação do Brasil foi boa.

“Achei o jogo muito produtivo. O Brasil criou muitas chances de ataque com o Coutinho e o Neymar. Gabriel Jesus também fez sua importância no jogo”, disse ele, que também elogiou o goleiro Keylor Navas, da Costa Rica. “Mostrou porque é o goleiro do Real Madrid. Ele defendeu muita bola”.

O tempo para comemorar era curto. O vendedor já estava a caminho do trabalho, no Shopping Nova América, em Del Castilho.

Confira a Tabela de jogos 2018


Talvez você também goste