Brasil

Com mudança na presidência dos EUA, administrador da NASA deve deixar o cargo

Com mudança na presidência dos EUA, administrador da NASA deve deixar o cargo - 1

Depois de dois anos e meio de trabalho, parece que Jim Bridenstine, administrador atual da NASA, deverá deixar o cargo mesmo que Joe Biden o convide a ficar — é o que apontam informações do portal Aerospace Daily & Defense Report. Segundo ele, esse posicionamento não tem relação com questões partidárias, mas sim com o objetivo de garantir que, politicamente, a NASA consiga avançar sob a nova liderança.

Bridenstine revelou essas informações em entrevista após o democrata ser declarado o vencedor das eleições presidenciais dos Estados Unidos: “a pergunta certa aqui é: ‘o que está nos principais interesses da NASA enquanto agência e o que está nos principais interesses do programa de exploração dos Estados Unidos?’”, diz. Para ele, é preciso que a agência tenha alguém com relacionamento próximo ao presidente e que seja de confiança da administração. “Eu não acho que seria a pessoa certa para isso em uma nova administração”, finaliza.

Com mudança na presidência dos EUA, administrador da NASA deve deixar o cargo - 2
Bridenstine recebeu os astronautas da missão Crew-1 no Kennedy Space Center (Imagem: Reprodução/Joel Kowsky/NASA)

Em suas falas, ele explica que o sucesso que a NASA apresenta depende dos relacionamentos. “Você precisa disso. Quem quer que seja o presidente, será preciso ter alguém que ele conheça e confie, alguém que a administração confia. Eu não vou ser essa pessoa”.


CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

Durante a administração de Bridenstine, a agência espacial recebeu apoio bipartidário e apolítico dos membros do congresso. No momento, ainda é cedo para pensar em quem ficará no cargo, porque os resultados da eleição ainda precisam ser certificados e é esperado que o novo governo priorize mais a ciência na Terra e até desacelere os planos da NASA para levar humanos para a Lua novamente. Mesmo assim, especulações apontam nomes como Wanda Austin, que já foi presidente e diretora executiva da Aerospace Corporation, ou Wanda Sigur, ex vice-presidente e gerente geral de espaço civil na Lockeed Martin, entre outros.

Ele também não confirmou se tem planos para continuar atuando na indústria espacial: “depois de liderar a NASA, ir disso a qualquer outra coisa que eu faça depois vai ser bem difícil”, disse, ressaltando que, apesar da ótima experiência, existem várias pessoas capazes de fazer um ótimo trabalho na agência. Bridenstine foi nomeado pelo Presidente Donald Trump como administrador da NASA em setembro de 2017 e foi empossado em 23 de abril de 2018. Durante seus dois anos e meio de gestão, o programa Artemis passou a ser desenvolvido, houve lançamentos como o do lander InSight Mars, o rover Perseverance e, se tudo correr bem, haverá também lançamento da missão Crew-1 no próximo sábado.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech