Economia & Política

Instagram: criptomoedas, venda de móveis e outros golpes; veja como se proteger

Instagram: criptomoedas, venda de móveis e outros golpes; veja como se proteger - 1

Ultimamente tem sido muito comum ver amigos que não estão se mudando postando anúncios de móveis no Instagram com preços bem camaradas. Também não é incomum ver gente vendendo smartphones, smartwatches e fones de ouvido sem fio por preços bem abaixo do que estamos habituados e sem o famoso “preço no inbox”.

Mas, infelizmente, essas oportunidades não são reais, pelo menos não na maioria das vezes, e são campanhas de phishing que usam perfis invadidos de pessoas próximas para aplicação de golpes financeiros. Porém, essa tendência não é uma exclusividade do Brasil, o que muda é apenas o produto oferecido.

Em outros países, onde a negociação de moedas digitais é mais popular do que por aqui, os perfis invadidos difundem investimentos falsos em criptomoedas. Outra modalidade de golpe é o “sequestro” de contas, o famoso ransomware, cujo resgate das contas é cobrado em criptomoedas, que são quase impossíveis de rastrear.


Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.

Uma ajuda que atrapalha

Neste primeiro, um golpista se oferece para ajudar a investir em criptomoedas, aproveitando que a maior parte das pessoas, mesmo as que se interessam em investir, têm um conhecimento bastante superficial em relação a esses ativos. A única coisa que eles sabem é que quem investiu lá no início ganhou uma boa grana com esses investimentos.

Os golpistas se apresentam como “mentores do Bitcoin”, se oferecendo para ensinar sobre esses ativos. Em um primeiro momento, eles até ajudam em alguns pontos, como a configuração de uma carteira e os primeiros passos para investir. Porém, em seguida, eles aplicam o que é o golpe efetivamente.

Os golpistas pedem uma “taxa fiscal” com valores altíssimos para que o valor arrecadado em criptomoedas possa ser retirado. Quando a taxa falsa é paga, o golpista some. Em outros casos, nem sequer há a cobrança desse valor para retirada, com o fraudador assumindo o controle da carteira e sumindo com o que tem lá.

Como evitar cair em golpes

Golpes financeiros que têm maior taxa de sucesso são aqueles que oferecem ganhos exorbitantes em curtos períodos de tempo e com investimentos baixos. Portanto, sempre que for oferecido um investimento com essas características para você, independente da plataforma, sempre desconfie e pesquise mais sobre isso.

Caso alguém desconhecido, ou um conhecido que não entra em contato com você há muito tempo, te ofereça um negócio irrecusável, cabe desconfiar. Caso seja alguém próximo oferecendo produtos com preços muito baixos, cabe perguntar algo que seja de conhecimento apenas dois para testar se a pessoa está ou não fazendo um saldão.

Instagram: criptomoedas, venda de móveis e outros golpes; veja como se proteger - 2
Ativar a autenticação de dois fatores é importante para manter a restrição de acesso às contas do Instagram. (Imagem: Sergejf/Flickr)

Outra dica importante é nunca clicar em links estranhos encontrados em Reels que você viu no “descobrir” ou que sejam mandados via DM. Esse tipo de link é a principal forma usada por criminosos para instalar malwares nos dispositivos das vítimas. Portanto, sempre pense bem antes de clicar em um link do Instagram.

A autenticação de dois fatores está disponível no Instagram e é uma ferramenta importante para manter a segurança da conta. É possível configurá-la via mensagem de texto, desta forma, você sempre recebe um código para fazer login na rede social, o que impede que pessoas que não têm o seu celular em mãos consigam acessar sua conta, mesmo tendo seu usuário e sua senha.

Recuperando a conta

Mas se algum desses pontos falhar e você ainda assim tiver a conta invadida, o Instagram permite a recuperação da conta. O processo é longo e criterioso, para não se tornar uma alternativa para que os criminosos virtuais tenham isso como uma opção para roubar contas por meio de técnicas de engenharia social.

Após recuperar a conta, mude sua senha imediatamente. Mesmo sem ter perdido, caso você tenha passado informações pessoais para alguém que você desconfie ser um golpista, mude sua senha, de preferência para alguma que não seja muito fácil de memorizar ou use um gerenciador de senhas para tornar tudo ainda mais seguro.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech