Mundo

App de Donald Trump é removido da Play Store por mau funcionamento

App de Donald Trump é removido da Play Store por mau funcionamento - 1

O aplicativo oficial da campanha de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos foi retirado da Play Store, a loja oficial de aplicativos para o sistema operacional Android. De acordo com o Google, o software deixou de funcionar, não carregando mais as informações disponíveis e travando durante a inicialização, em uma situação que fere os termos de uso do marketplace.

Ambos são indícios de que a aplicação teve seu desenvolvimento e atualização abandonados, já que, de acordo com a gigante, um contato com os desenvolvedores não obteve resposta alguma. Sendo assim, o Official Trump 2020 App foi retirado do ar nesta quarta-feira (17), em respeito às políticas da Play Store relacionadas ao não funcionamento de aplicativos publicados.

As regras são claras. Em seus termos de uso, a Play Store afirma que os aplicativos publicados devem apresentar, pelo menos, “um grau básico de funcionalidade e uma experiência de usuário respeitável”, afirmando que softwares que travam, não respondem a comandos ou não apresentam usabilidade consistente podem ser retirados do ar. A velocidade na publicação de um comunicado sobre o assunto, também, tenta afastar qualquer finalidade política nesta remoção.


Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/

App de Donald Trump é removido da Play Store por mau funcionamento - 2
Aplicativo de campanha era usado por Trump desde 2016, mas foi removido da Play Store por travar na inicialização e não carregar o conteúdo disponível (Imagem: Reprodução/Android Police)

Testes realizados pela imprensa internacional confirmam que o aplicativo de Trump, efetivamente, não estava funcionando, jamais carregando o conteúdo e apresentando um loop inicial infinito. Comentários de usuários na página do Official Trump 2020 App também indicavam que o software havia deixado de funcionar por problemas de conectividade, mas uma fala oficial sobre o assunto jamais foi publicada.

Apesar do nome, o app estava em atividade desde a campanha de 2016, que levou Trump a seu primeiro mandato como presidente dos Estados Unidos, permitindo que os partidários acessassem a agenda de comícios, contribuíssem financeiramente e disponibilizando notícias. Nos anos em que ele passou no cargo, o software não recebeu atualizações de conteúdo, mas também não deixou de funcionar como acontece agora.

Enquanto o Google foi rápido em se pronunciar sobre o assunto, o mesmo não fale para a campanha do próprio Trump, que ainda não emitiu um comunicado sobre a remoção do aplicativo da loja do Android. No iOS, o software segue disponível para download e utilização.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech