Brasil

Retrospectiva 2019 – Relembre o que foi notícia em março

Em março, o presidente Jair Bolsonaro esteve na Casa Branca, em Washington (Estados Unidos), para o encontro com Donald Trump. Bolsonaro também foi a Israel defender parcerias em segurança e defesa.

No dia 13, uma notícia chocou o país. Um tiroteiro em uma escola de Suzano (SP) deixou mortos e feridos. Os responsáveis pelo atentado se mataram em seguida.

Foi sancionada a lei que proíbe casamento de menores de 16 anos. E o Brasil passou a dispensar visto de entrada para os visitantes do Canadá, dos Estados Unidos, do Japão e da Austrália.

O leilão de privatização de 12 aeroportos brasileiros arrecadou R$ 2,377 bilhões. Os terminais estão localizados nas regiões Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. Juntos recebem 19,6 milhões de passageiros por ano.

O ex-presidente Michel Temer e o ex-ministro Moreira Franco foram presos em um desdobramento da Operação Lava Jato.

Relembre:

Tiroteio em Suzano

Dois ex-alunos invadiram a Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP), e atiraram contra alunos e funcionários durante o recreio. O tiroteio deixou dez mortos e vários feridos.

Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, usaram um revólver, uma machadinha e uma besta (espécie de arco e flecha). Após o crime, os atiradores se mataram.

Leia mais

Prisão de Michel Temer

O ex-presidente Michel Temer e o ex-ministro Moreira Franco foram presos, em um desdobramento da Operação Lava Jato, e ficaram detidos em uma cela especial da Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói, no Rio de Janeiro. Temer permaneceu em silêncio durante interrogatório.

Quatro dias após a prisão, o desembargador federal Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), determinou a soltura de Michel Temer, Moreira Franco e de outros seis presos em operação deflagrada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal (MPF).

Leia mais

Sarampo

Após o crescente número de casos de sarampo, o Brasil perdeu o certificado de país livre da doença, concedido pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) em 2016. Para recuperar o status, o país intensificou, ao longo de todo o ano, as campanhas de vacinação contra o sarampo.país

Leia mais

Ciclone

O ciclone Idai afetou mais de 1,7 milhão de pessoas em Moçambique, Zimbabue e Malaui. A tempestade provocou o pior desastre natural do Hemisfério Sul, disseram representantes da Organização das Nações Unidas (ONU). O Brasil enviou medicamentos e mantimentos. Além disso, militares brasileiros auxiliaram nas buscas por sobreviventes. Poucos dias depois de o Ciclone Idai passar por Moçambique, o país ficou sob alerta do cólera. Segundo as autoridades estrangeiras, houve registros de mortes em decorrência da doença nos centros de acolhimentos.

Leia mais

Caso Marielle

Uma operação conjunta do Ministério Público e da Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu dois suspeitos de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes em 14 de março de 2018. Ronie Lessa é policial militar reformado e Elcio Vieira de Queiroz foi expulso da Polícia Militar. Segundo o Ministério Público, os dois foram denunciados depois de análises de diversas provas. Lessa teria sido o autor dos disparos de arma de fogo e Elcio, o condutor do veículo usado na execução. De acordo com o MP, o crime foi planejado nos três meses que antecederam os assassinatos.

Leia mais

Carnaval

Em 2019, a Estação Primeira de Mangueira venceu o Carnaval do Rio de Janeiro. A escola desfilou na Sapucai com o enredo História pra Ninar Gente Grande, do carnavalesco Leandro Vieira. A Mangueira obteve a pontuação máxima em todos os quesitos.

Leia mais

Academia Brasileira de Letras (ABL)

Ignácio de Loyola Brandão é o novo imortal da ABL. O escritor foi eleito, por unanimidade, para ocupar a cadeira 11. Ignácio de Loyola Brandão nasceu em Araraquara (SP), em 1936, e atuou como jornalista. Trabalhou no jornal Última Hora e nas revistas ClaudiaRealidadeSetenta, PlanetaCiência e Vida. Atualmente escreve uma crônica quinzenal para o jornal O Estado de S. Paulo. Publicou mais de 42 livros entre romances e contos, crônicas, viagens, infantis e infanto juvenis e uma peça teatral.

Leia mais

Obituário

Morreu, aos 75 anos de idade, o ex-jogador de futebol Antônio Wilson Vieira Honório, mais conhecido como Coutinho, lendário parceiro de Pelé no ataque do Santos Futebol Clube. Ele foi o terceiro maior artilheiro da história da equipe, com 368 gols em 457 partidas disputadas pelo clube.

Eurico Ângelo Oliveira Miranda morreu aos 74 anos, no Rio de Janeiro. Ex-presidente do Vasco da Gama e ex-deputado federal, Eurico foi vítima de um câncer no cérebro. O cartola lutava contra a doença há dez anos. Deixou esposa, quatro filho e oito netos.

O ator e diretor Domingos Oliveira morreu aos 83 anos, no Rio de Janeiro. Segundo as Organizações Globo, empresa para a qual o diretor trabalhou em diversas ocasiões, o artista morreu em casa enquanto escrevia no seu computador.

Sobrevivente da queda do avião da Chapecoense na Colômbia, em 2016, que deixou 71 mortos, o jornalista Rafael Henzel, de 45 anos, morreu de infarto em 2019. A informação foi confirmada pela Associação Chapecoense de Futebol na sua conta no Twitter. Em uma mensagem emocionante, o clube lembra com carinho o profissional que acompanhou a trajetória do time.