Notícias

Sam Altman é anunciado novo CEO da OpenAI 5 dias após ser demitido




Sam Altman é anunciado novo CEO da OpenAI 5 dias após ser demitido - 1

A OpenAI confirmou que Sam Altman voltará a ser o CEO da empresa cinco dias depois de anunciar a demissão do seu cofundador. A reviravolta, digna da relação entre clubes de futebol brasileiros e seus treinadores, já vinha sendo tratada como rumor desde o fim de semana e foi anunciada nesta quarta-feira (22) pela dona do ChatGPT no X (antigo Twitter).

Além de trazer Altman de volta, a companhia anunciou também a renovação do seu conselho diretor. “Chegamos a um acordo de princípio para Sam Altman retornar à OpenAI como CEO, com um novo conselho inicial composto por Bret Taylor (presidente), Larry Summers e Adam D’Angelo”, diz a publicação. “Estamos colaborando para resolver os detalhes. Muito obrigado pela sua paciência”, finaliza a nota.

Apesar de ter se mantido em silêncio depois de sua demissão na última sexta-feira (17), desta vez Altman usou a mesma rede social para se posicionar. No post, ele diz que seus últimos dias foram dedicados a manter unidos “a equipe e a missão [da OpenAI]” e destacou a renovação do conselho e o apoio da Microsoft nessa nova fase.

“Eu amo a OpenAI, e tudo o que eu fiz ao longo dos últimos dias foi na intenção de manter unidos este time e esta missão”, escreveu. “Quando decidi me juntar à Microsoft no domingo, estava claro de que era o melhor caminho para mim e para a minha equipe. Com a nova diretoria e com o apoio de Satya [Nadella, CEO da Microsoft], estou ansioso para voltar à OpenAI e desenvolver a nossa forte parceria com a Microsoft”, finalizou o agora novo CEO da criadora do ChatGPT.

E a Microsoft?

Como citou Altman, ele havia aceitado um convite da Microsoft para liderar uma equipe de desenvolvimento de IA dentro da companhia liderada por Nadella. A liderança da Microsoft, contudo, está satisfeita com o desfecho desse vai e vem.

“Estamos animados com as mudanças no conselho da OpenAI. Acreditamos que este é um primeiro passo essencial rumo a uma governança mais estável, bem informada e efetiva”, diz o CEO da MS, Satya Nadella, em postagem no X.

“Sam [Altman], Greg [Brockman, ex-presidente do conselho que também saiu junto com Altman no dia 17] e eu conversamos e concordamos que eles têm um papel chave a desempenhar junto à liderança da OpenAI ao garantir que a empresa siga a prosperar e a desenvolver a sua missão”, prossegue.

“Estamos ansiosos para desenvolver a nossa forte parceria e entregar o valor desta próxima geração de IA a nossos clientes e parceiros”, finaliza o executivo.

A postura de Nadella faz algum sentido, já que sua companhia é uma das principais investidoras da OpenAI, com valores superando a casa de US$ 1 bilhão. Além disso, a companhia é a que talvez mais absorveu a tecnologia da dona do ChatGPT em seu ecossistema de produtos, ou seja, se a coisa for mal por parte da fornecedora, pode respingar também nos produtos da Microsoft.

Entenda o caso

Na última sexta-feira (17), o mundo dos negócios foi pego de surpresas com a inesperada demissão de Sam Altman do cargo de CEO da OpenAI. O executivo foi também removido do quadro da empresa que ajudou a fundar, o que fez com que a criadora do ChatGPT tivesse mais dois CEOs interinos ao longo do fim de semana — a engenheira albanesa e funcionária da casa Mina Murati e o empresário estadunidense e cocriador da Twitch Emmett Shear.

A demissão de Altman foi motivada, segundo nota do conselho, por uma suposta falta de transparência por parte do executivo. “O conselho não confia mais em sua capacidade de continuar liderando”, disse o grupo em nota. Depois de muita pressão interna para o retorno de Altman, com quase a totalidade dos funcionários ameançado deixar a empresa em caso de não renúncio do conselho diretor, a OpenAI renovou o conselho e chegou a um acordo para ter novamente seu cofundador como diretor-executivo.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech

Continua após a publicidade..