Ciência & Tecnologia

Alemães estendem greves em centros de distribuição da Amazon


Os trabalhadores em centros de distribuição da Amazon na Alemanha estenderam a paralisação nesta segunda-feira, enquanto o sindicato da categoria pressiona numa longa disputa sobre salários e condições de trabalho. O sindicato afirmou em comunicado que chamou à greve operários nos centros de distribuição nas cidades de Bad Hersfeld e Graben, após mais de 600 funcionários abandonarem o trabalho na sexta-feira e no sábado. A companhia americana emprega 9 mil funcionários em centros de distribuição na Alemanha, seu segundo maior mercado, além de 14 mil empregados temporários. A associação de empregados quer que a Amazon eleve o salário dos empregados dos centros de distribuição em linha com acordos coletivos de trabalho nos correios e no setor varejista da Alemanha. Eles organizaram várias greves ao longo do ano passado. Saiba quem são os bilionários da tecnologia


Talvez você também goste