Ciência & Tecnologia

Bloqueio do WhatsApp pode causar danos psicológicos

Boa parte dos brasileiros ficaram ao menos surpresos ao perceber que o aplicativo de troca de mensagens WhatsApp foi novamente bloqueado por questões judiciais. Reação natural já que a porcentagem utilizada nesse aplicativo é superior à de 90% no mundo!

Nas palavras do psicólogo e escritor Alexandre Bez, uma medida como esta pode afetar o estado psicoemocional das pessoas, gerando conflitos psicológicos, angústia e em alguns casos até depressão. “Seria importante que a justiça considerasse os efeitos psicológicos negativos desse bloqueio nas pessoas antes de proferir as suas determinações. Não pode ser descartado nessa atitude a interpretação de abuso de poder, como também a ineficiência dos órgãos competentes ao lidar com essa questão”, afirma Bez.

O WhatsApp é o primeiro veículo de ordem pública, direcionado ao povo, e portanto deve oferecer credibilidade e confiança como o direto ao sigilo das conversas. Uma norma como esta de expedir ordem proibitiva em relação ao aplicativo fere a comunicação entre as pessoas, atrapalhando o pragmatismo diário do qual o WhatsApp proporciona.

A população não tem que pagar pela ineficiência dos órgãos competentes em tentar rastrear a comunicação entre as quadrilhas. Esse tipo de ação coíbe que as pessoas tenham uma tranquilidade maior no desenvolvimento de suas tarefas diárias. As relações sejam profissionais ou pessoais se apoiam em ferramentas como WhatsApp. Se o aplicativo abrir exceções, como as pessoas irão confiar nele?


Talvez você também goste