Ciência & Tecnologia

Cientistas da NASA investigam formação de furacões com a poeira do Saara




Cientistas da NASA investigam formação de furacões com a poeira do Saara - 1

A NASA divulgou os resultados do projeto Experimento de Processos Convectivos em Cabo Verde (CPEX-CV), no qual uma equipe de cientistas sobrevoou a costa oeste africana em setembro de 2022 a fim de investigar os primeiros estágios da formação de furacões. A pesquisa mostrou como a poeira proveniente das regiões do Saara e do Sahel se misturam com nuvens para formar as tempestades.

Tempestade de poeira no dia 22 de setembro de 2022 capturada pelo satélite Suomi NPP. No mesmo dia, a equipe do CPEX-CV realizou medições do evento a bordo do avião DC-8 (Imagem: NASA)
Tempestade de poeira no dia 22 de setembro de 2022 capturada pelo satélite Suomi NPP. No mesmo dia, a equipe do CPEX-CV realizou medições do evento a bordo do avião DC-8 (Imagem: NASA)

Partindo da ilha de Cabo Verde, a equipe a bordo do avião de pesquisas DC-8 passou mais de 100 horas nos céus do Oceano Atlântico, usando os sensores mais avançados disponíveis para a coleta de dados. A expedição teve como objetivo capturar informações que satélites ou medições feitas a partir do solo não são capazes de fazer. “Estes dados oferecem um detalhe fino que somente um avião altamente equipado pode medir,” explica Will McCarty, parte da equipe de análise que fica em Washington, capital dos Estados Unidos.

As observações foram reunidas em um banco de dados aberto — disponível tanto para a comunidade científica realizar estudos independentes quanto para a visualização do público geral. A partir dele, os cientistas esperam entender como a poeira, as nuvens, o oceano e a umidade do ar interagem na formação ou na prevenção de distúrbios atmosféricos que podem se tornar furacões. Amin Nehrir, outro pesquisador da agência espacial, afirma que essa base “vai, inevitavelmente, ajudar a responder questões que ainda nem foram feitas.”


Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.

Sensor nas asas do avião de pesquisa DC-8, utilizado para coletar dados sobre a interação da poeira do Saara e as nuvens sobre o Atlântico (Imagem: NASA/Carla Thomas)
Sensor nas asas do avião de pesquisa DC-8, utilizado para coletar dados sobre a interação da poeira do Saara e as nuvens sobre o Atlântico (Imagem: NASA/Carla Thomas)

As medições feitas pela aeronave DC-8 foram feitas a partir de sensores nas pontas de suas asas. Entre os indicadores coletados estão a velocidade e direção do vento, temperatura, umidade e a estrutura de convecção nas nuvens — na qual o ar quente sobe e o ar frio desce e permite a formação da chuva.

O CPEX em Cabo Verde foi a terceira realização desta iniciativa da NASA, que já teve expedições semelhantes em 2017 e 2021. Os dados destes projetos também estão disponíveis para o público.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech

Continua após a publicidade..