Ciência & Tecnologia Tecnologia

Criminosos usam redes sociais para vender TVs falsas na Copa do Mundo

Foto: Reprodução/Divulgação

Basta um piscar de olhos para criminosos online terem alguma ideia para invadirem computadores e celulares; roubarem dados pessoais; infectarem dispositivos; e conseguirem dinheiro fácil.

Em época de Copa do Mundo, o golpe do momento baseia-se em criar um site falso para ‘fisgar’ um internauta e fazê-lo comprar TVs a fim de acompanhar os jogos das 32 seleções do campeonato mundial.

LEIA MAIS

+ Aprenda a proteger a sua reputação na internet
+ Como lidar com os golpe do Dia dos Namorados

+ Cinco passos para deixar o seu computador mais seguro
+ Golpe no WhatsApp promete ingresso grátis para ‘Vingadores: Guerra Infinita’

Identificado pela empresa de segurança Kapersky Lab, varejistas como Casas Bahia, Ponto Frio, Submarino, Walmart e Americanas tornam-se tão vítimas quanto os consumidores. Isso porque a imitação das vendas de aparelhos televisores são tão idênticas as dos sites oficiais, que a artimanha é dada como “certeira”.

Golpe da Copa do Mundo

Ao serem atraídos até os domínios falsos, dificilmente, o smartphone ou PC usado para acessá-los será infectado, já que este golpe é caracterizado como phishing (uma forma de ‘pescar’ o usuário por meio de um link ou publicidade atrativa a fim de disseminar um malware, ameaçá-lo ou roubá-lo).

Divulgação

Os ciberciminosos chegam a divulgar as campanhas de promoção de TVs por meio do Facebook, e-mail marketing e correntes no WhatsApp. Ao clicar no produto, informações básicas da vítima são solicitadas. Já o pagamento só pode ser por boleto ou crédito – de acordo com a Kapersky Lab, se a compra for feita com cartão, é quase certo que ele será clonado pelos hackers.

Como não ser enganado?

1. Confira sempre a grafia dos sites, pois as chances de possuírem erros de grafia são grandes;
2. Verifique a lista do PROCON e do Registro.br, para saber se aquele domínio não é falso;
3. Leia o que é dito no Reclame Aqui sobre a empresa e os produtos de venda;
4. Veja se há comentários sobre golpes nas redes sociais;
5. Duvide de ofertas “irreais” e anúncios por SMS, Facebook e WhatsApp;
6. Tenha sempre um antivírus instalado no seu dispositivo de uso.

Foto: Reprodução/Divulgação

Tem alguma dúvida sobre segurança digital? Envie-nos um e-mail para: [email protected]

Quer saber mais sobre segurança na internet? A McAfee, maior empresa especialista em tecnologia de segurança do mundo, tem dicas e soluções que ajudam a proteger os consumidores e as empresas de todos os tamanhos contra os malwares e as ameaças online mais recentes. Para mais informações, acesse o site: http://www.mcafee.com/br.


Talvez você também goste