Ciência & Tecnologia

Empresa mostra exoesqueleto como futuro do trabalho pesado

O futuro do trabalho braçal vai ganhar uma “mãozinha”. A Lockheed Martin criou um exoesqueleto para deixar qualquer pessoa forte o suficiente para fazer trabalhos pesados, é o Fortis.

O equipamento (muito similar aos modelos que aparecem em filmes ficção científica) consegue se mover naturalmente com o corpo e pode suportar até 16 kg, isso daria mais tempo para um trabalhador braçal aumentar sua produtividade ao reduzir o esforço físico, a fadiga e evitando contusões.

No entanto, Keith Maxwell, gerente do projeto do exoesqueleto na Lockheed Martin, afirma que não é simplesmente pela força que o produto se destaca, mas pela mobilidade e leveza.

“Como o Fortis é um exoesqueleto leve e móvel, um operário pode usá-lo para fazer reparos ou manutenção em áreas que não consegue habitualmente, como um compartimento de navio ou fuselagem de avião”, disse Maxwell.

A empresa já vem utilizando o equipamento como testes na fabricação de seus aviões e pela marinha americana na construção de navios. O Fortis tem sua estrutura reforçada com base nas pernas e em um colete, que permitiria segurar um equipamento ou ferramenta pesada.


Talvez você também goste