Mundo Tech

Facebook começa a exibir videoclipes no feed dos usuários

Facebook começa a exibir videoclipes no feed dos usuários - 1

O Facebook lançou nesta semana sua iniciativa musical na Índia, passando a exibir, dentro da própria plataforma, clipes musicais e playlists curadas pela empresa e que também podem ser criadas pelos usuários. A ideia é ampliar o contato que os fãs já possuem com os músicos a partir de páginas e grupos oficiais, adicionando conteúdo e recursos exclusivos para ampliar a experiência.

A brasileira Anitta é uma das artistas a ganharem um hub dedicado e mais destaque no Facebook Watch. A ideia da rede social é que os usuários também possam utilizar a plataforma como um destino para não apenas trocarem informações sobre música, mas também a consumirem em diferentes formatos. Playlists de novas faixas ou de músicas populares, por exemplo, acompanham seleções especiais voltadas para malhar em casa, reunir grandes nomes de diferentes gêneros ou apresentar uma linha do tempo do trabalho de um determinado artista, entre inúmeros outros exemplos.

O foco nos clipes e conteúdos musicais em vídeo aparecem tanto na página principal do Facebook Watch, com um botão dedicado à música na parte superior, quanto nos espaços oficiais dos artistas. No segundo caso, as cenas aparecerão com destaque na primeira rolagem, enquanto o mesmo também deve valer para a linha do tempo dos usuários, com os materiais podendo ser vistos diretamente dali.


CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

Facebook começa a exibir videoclipes no feed dos usuários - 2
Facebook ganha opções musicas no Watch e em páginas de artistas; Índia é primeiro país a receber novos recursos, e por enquanto, não há previsão para o Brasil (Imagem: Divulgação/Facebook)

A promessa é que, com o tempo, os algoritmos da rede social também entrem em ação em relação à oferta musical, apresentando listas, artistas e conteúdos mais adequados aos gostos de cada usuário. Por isso mesmo, a empresa convida todos a utilizarem o espaço musical do Facebook Watch, que está disponível tanto na interface web quanto nos aplicativos para Android e iOS.

Para garantir o funcionamento dos novos recursos, a companhia chegou a um acordo com gravadoras e distribuidoras da Índia, assim como associações que representam os artistas. A receita obtida a partir da exibição dos vídeos, claro, será compartilhada, enquanto a rede social busca também obter direitos exclusivos sobre a distribuição de vídeos, de forma a apresentar conteúdo exclusivo para os usuários do país.

Além disso, é claro, há de se levar em conta a maior intenção do Facebook com o novo recurso, que é aumentar a permanência dos usuários, principalmente os mais jovens, na plataforma. A ideia é roubar acessos do YouTube, que também tem grande foco na oferta fonográfica, além de redes sociais rivais e até serviços de streaming, concentrando toda a experiência em um sistema com o qual as pessoas já estão acostumadas e usam com frequência para se comunicarem. A ideia, como sempre acontece com a adição de recursos desse tipo, é que eles façam ainda mais no mesmo lugar.

A escolha da Índia também faz sentido, afinal de contas, estamos falando de uma das maiores bases de usuários do Facebook — no momento, a funcionalidade também está disponível, em caráter de testes, na Tailândia. Como sempre, há a intenção de lançar os espaços musicais em outros países, mas como tudo depende de acordos com gravadoras e artistas, o processo se torna um pouco mais complicado.

Desde já, entretanto, a rede social deixa clara sua intenção de chegar em breve aos Estados Unidos e já cita acordos firmados com nomes como Sony, Universal, Warner, BMG, Merlin e outros, principalmente artistas independentes que terão recursos especiais para projetarem seus trabalhos na rede social. Para o Brasil, entretanto, não há previsão de lançamento.

 

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech