Mundo Tech Tecnologia

Facebook mudará classificação de vídeos para priorizar conteúdo original

Facebook mudará classificação de vídeos para priorizar conteúdo original - 1

O Facebook anunciou na segunda-feira (6) que mudará a forma de classificação de vídeos para priorizar criadores de conteúdo. De acordo com a rede social, isso também aumenta a conexão entre usuários e conteúdos que os interessam.

Nos próximos meses, o Facebook passará a dar mais peso para vídeos com base nos quesitos originalidade, lealdade e duração de visualização. A empresa adiantou que a mudança afetará a exibição de conteúdos em plataformas como o News Feed, Facebook Watch e recomendações.

O Facebook diz que priorizará vídeos que as pessoas procuram e retornam repetidamente. Isso adicionará peso aos vídeos que mantêm as pessoas envolvidas por pelo menos um minuto, especialmente quando esses vídeos têm mais de três minutos de duração. Além disso, a rede social vai limitar o alcance de conteúdos não originais ou que são reaproveitados com pouco valor adicional. Para que os criadores de conteúdo entendam melhor as mudanças, o Facebook preparou este post.


Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.

Facebook mudará classificação de vídeos para priorizar conteúdo original - 2
Facebook vai priorizar conteúdo original em sua rede social

 

Os anúncios desta segunda-feira buscam dar um impulso à qualidade e ao conteúdo original. Segundo a empresa, essa é uma forma de “mostrar vídeos que as pessoas valorizam e ajudar grandes criadores a alcançar mais pessoas”. Também poderia ser uma tentativa de fortalecer a reputação do Facebook como uma plataforma de compartilhamento de vídeos.

Não é a primeira grande mudança anunciada pelo Facebook neste mês. Na semana anterior, durante conferência de desenvolvedores, a empresa apresentou um redesign completo de sua rede social e disse que passará a priorizar posts de Grupos e Eventos.

Mais:

Fonte: Canaltech


Talvez você também goste