Ciência & Tecnologia Tecnologia

Google desenvolve projeto para prevenir doenças mortais

O Google está trabalhando em um projeto para desvendar o corpo humano. De acordo com informações do Wall Street Journal, o chamado “Baseline Study” vai coletar informações moleculares e genéticas de 175 pessoas – e de milhares de pessoas, mais para frente – para criar um retrato completo de como deveria ser um ser humano saudável.

O projeto está em fase inicial e é comandado por Andrew Conrad, biólogo molecular que foi o pioneiro no desenvolvimento de testes de HIV baratos e em grande volume. Ele entrou no time de pesquisas da empresa, o Google X, em 2013 e reuniu cerca de 70 a cem especialistas para sua equipe.

O objetivo do estudo é ajudar pesquisadores a detectar doenças mortais, como de coração e câncer, com bastante antecedência, direcionando a medicina para a prevenção em vez de para o tratamento das doenças.

No entanto, o projeto não será restrito a doenças específicas, e vai coletar centenas de amostras diferentes, desde sangue, urina e saliva, até o histórico genético, a maneira de metabolizar comida e como reações químicas mudam o comportamento dos genes. Um outro grupo do Google X está desenvolvendo dispositivos vestíveis que podem coletar outros dados, como a lente de contato capaz de medir os níveis de glicose da pessoa. Uma vez coletados, todos os dados serão processador por computadores.

O Google informou que as informações coletadas serão anônimas, serão usadas apenas para propósitos médicos, e não serão compartilhadas com empresas de convênio médico.

Os conselhos das faculdades de medicina das universidades de Duke e Stanford vão controlar como os dados serão usados. Investigadores das faculdades, que não são funcionários do Google, vão coletar as amostras e remover informações usadas para identificar os participantes. Só quando os dados estiverem anônimos, o Google terá acesso a eles.


Talvez você também goste