Mundo Tech Tecnologia

Mozilla vai encerrar suporte ao Flash em todas as versões do Firefox

Mais um prego no caixão do Flash foi batido nesta semana pela Mozilla, que anunciou o cronograma de encerramento do suporte à tecnologia. De acordo com a empresa, o sistema deve deixar de funcionar em todas as versões do Firefox, por padrão, em setembro deste ano, se tornando completamente incompatível com o browser em 2020.

As datas também coincidem com o encerramento do suporte da Adobe à própria tecnologia, marcado para acontecer no ano que vem. Muito proeminente no início dos anos 2000 para criação de sites, jogos e outros tipos de conteúdo, o Flash caiu no gosto dos usuários de internet tão rapidamente quanto saiu, devido às sucessivas falhas de segurança e necessidade constante de atualizações para as resolver.

Agora, de acordo com a Mozilla, tudo caminha na direção do fim. Com a versão 69 do Firefox, os conteúdos em Java não funcionarão mais por padrão, com o navegador também não exibindo avisos para autorização da execução do conteúdo. Entretanto, isso ainda será possível por meio das configurações avançadas do browser, o que deve fechar a utilização do recurso apenas para os usuários avançados.

Na sequência, acabou mesmo, com uma nova versão a ser lançada no começo de 2020 finalizando o suporte de vez e impedindo totalmente a utilização do Flash em todas as versões do Firefox. Nem mesmo plugins ou gambiarras serão capazes de fazer a tecnologia funcionar, com os usuários que ainda dependem dessa visualização tendo de recorrer a outros navegadores que ainda sejam compatíveis — uma lista que se torna cada vez menor.

O desligamento do Flash segue mecânica semelhante a outros fins de suporte dos últimos anos, como os envolvendo o Java e o Silverlight, da Microsoft, desativados em 2015. O Chrome, da Google, também já anunciou o fim da compatibilidade com o Flash para julho, com os usuários da atual versão mais atualizada do browser já tendo que acessar as configurações automáticas para ativar o recurso.

A data de setembro, entretanto, é provisória, com o Firefox 69 podendo chegar pouco antes ou depois disso. Os usuários cadastrados para receberem as versões Beta do navegador devem observar as mudanças ainda antes, já que a previsão é do lançamento estável do navegador, após toda a etapa de testes prévio e liberações antecipadas para os interessados.

Fonte: Canaltech


Talvez você também goste