Mundo Tech

Disquete do Steve Jobs é arrematado por valor 11 vezes mais caro que o inicial

Disquete do Steve Jobs é arrematado por valor 11 vezes mais caro que o inicial - 1

A saga das mega-ofertas em produtos raros da Apple ganha mais um capítulo. Em novembro, foi anunciada a venda de um disquete autografado por Steve Jobs, avaliado em 7,5 mil dólares, o que equivalia a mais de 32 mil reais. Até então, para especialistas da área, os disquetes da maçãzinha eram considerados como manuais autografados de Jobs, pôsteres ou prêmios da Apple, virando itens de colecionadores com preços mais “razoáveis”.

Direto do arremate do leilão, essas ideias foram atualizadas. O disquete raro do Macintosh custa agora 11 vezes mais do que o valor inicial! Parece que nem o proprietário acreditava na fortuna que tinha em mãos. Pelo menos, foi isso que pareceu comparando o valor final da venda. Mesmo que os 7,5 mil dólares pedidos no começo das negociações parecessem muito, a peça foi arrematada por 84 mil dólares, o que equivale a 348 mil reais.

Disquete do Steve Jobs é arrematado por valor 11 vezes mais caro que o inicial - 2
Produto de colecionador: Disquete do Macintosh é arrematado por mais de 340 mil reais

Conheça o artigo de colecionador

Leiloado na PR Auction — casa de leilões sediada em Boston, nos EUA —, o disquete vinha com certificado original do Macintosh e com a assinatura tão cobiçada do ex-CEO da empresa. A mídia ainda carregava uma cópia da versão 6.0 do Macintosh System Tools, o pacote de utilitários e softwares para o Mac OS Classic, lançado em 1988.


Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.

A seguir, confira a descrição do produto na casa de leilões:

Disquete do Macintosh System Tools versão 6.0, assinado em marcador permanente preto, “steve jobs”. Em boa condição, com pequenos riscos na tinta. Um formato altamente desejado para a assinatura pouco vista de Jobs — conhecido como um “autografador relutante”, ele muitas vezes recusava os pedidos de colecionadores. Como uma parte do icônico software original do Mac, e com a assinatura elegante de Jobs em minúsculas, essa é uma peça da história da computação com qualidade de museu.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech